Mogi Mirim (SP) começa a operar sistema de integração de ônibus

Passageiros que tiveram cobrança indevida de tarifa devem recorrer à empresa Fênix. Foto: Felipe Soares Carvalho.

Passageiros relatam falhas na cobrança de tarifa neste primeiro dia de funcionamento

JESSICA MARQUES

O sistema de integração dos ônibus de Mogi Mirim, em São Paulo, teve a operação iniciada nesta quinta-feira, 12 de julho de 2018. Contudo, os passageiros relataram falhas na cobrança de tarifa neste primeiro dia de funcionamento.

Segundo informações da Prefeitura, o novo sistema prevê a cobrança de apenas uma tarifa para viagens em mais de um ônibus, desde que seja respeitado o intervalo máximo de uma hora.

O sistema de integração é válido apenas para pagamentos por cartão e em viagens que sejam uma sequência do trajeto, não considerando percursos de ida e volta.

A administração municipal informou ainda que o embarque de passageiros agora pode ser feito próximo da praça Floriano Peixoto.

Apesar das mudanças realizadas, os passageiros relataram à EPTV que algumas rotas foram alteradas e houve aumento no tempo de espera nos pontos de ônibus. Com isso, não foi possível economizar.

À reportagem, o secretário de Transportes da cidade, João Paulo da Silva, reconheceu que houve casos de cobrança indevida de passagens e afirmou que os usuários terão o dinheiro devolvido. Para isso, é necessário ir até o escritório da empresa de transporte Fênix, que fica na Rua Padre José, 286, no Jardim Velho, de segunda a sexta-feira. O telefone é (19) 3862-7776.

O sistema de integração de ônibus na cidade estava gerando polêmica entre os moradores e a Prefeitura cogitou o adiamento da implantação da medida.

Relembre: Integração de ônibus em Mogi Mirim (SP) é adiada

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 Trackback / Pingback

  1. Prefeito de Mogi Mirim determina suspensão da integração de ônibus – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: