Recife amplia fiscalização eletrônica em corredor de BRT e Faixa Azul

Foto: Divulgação

Equipamentos começam a operar a partir da próxima quarta-feira (11), nos corredores viários que beneficiam 146 mil usuários de transporte coletivo

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura do Recife informou nesta quarta-feira, dia 4 de julho de 2018, que o corredor BRT da Avenida Caxangá passará a ter fiscalização eletrônica a partir da próxima quarta-feira, dia 11.

Os equipamentos também serão instalados na Faixa Azul (corredores de ônibus) da Estrada dos Remédios. Os dois corredores exclusivos beneficiam 146 mil usuários do transporte coletivo diariamente.

O objetivo da medida segundo a prefeitura é “assegurar o respeito à prioridade de circulação do transporte público e a redução do tempo de viagem dos passageiros de ônibus”.

A prefeitura lembra que os corredores exclusivos da Estrada dos Remédios quanto na Avenida Caxangá (sistema BRT) já possuem sinalização vertical e horizontal, que indicam a proibição de acesso por outros veículos, e são fiscalizados por agentes de trânsito desde que foram implantados.

Estrada dos Remédios – foram implantados 12 equipamentos de fiscalização eletrônica ao longo dos 3,6 km de extensão da Faixa Azul. O corredor, desde a sua implantação em 2017, facilitou o deslocamento de 16 linhas de ônibus, que transportam cerca de 62 mil pessoas por dia. A fiscalização vai acontecer de segunda à sexta-feira, das 6h às 22h, horário de funcionamento da Faixa Azul. Os equipamentos funcionarão conectados entre si e apenas os condutores que forem flagrados por duas ou mais câmeras serão notificados. A sinalização horizontal vai mostrar aos condutores, quando a linha for pontilhada, que é possível acessar a faixa.

Avenida Caxangá – serão quatro equipamentos eletrônicos de fiscalização, localizados ao longo do Corredor Leste-Oeste. Além dos agentes de trânsito, a fiscalização no corredor exclusivo do BRT já acontece através de câmeras de videomonitoramento instaladas desde março nas estações Capibaribe e Engenho Poeta, através de uma parceria com o Grande Recife Consórcio de Transportes. Pelo corredor passam 84 mil passageiros diariamente.

A presidente da CTTU (Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano), Taciana Ferreira, afirma que a implantação da fiscalização eletrônica na Estrada dos Remédios e na Avenida Caxangá é uma ação que busca beneficiar o transporte público.

A Faixa Azul é um projeto consolidado junto à população, entretanto foi verificado e reclamado que ainda há desrespeito à Faixa Azul da Estrada dos Remédios e ao corredor exclusivo do BRT na Caxangá. Por isso, a necessidade da fiscalização eletrônica para assegurar a prioridade da circulação do transporte publico“, explicou a gestora.

MULTAS

Para quem for flagrado pelos equipamentos a multa é gravíssima, no valor de R$ 191,54 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O valor foi estipulado pela Lei Federal 13.154 de 30 de julho de 2015, que alterou o artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), determinando que as infrações por transitar irregularmente nas faixas ou corredores exclusivos para veículos de transporte público coletivo de passageiros passem a ser gravíssimas.

FISCALIZAÇÃO DA FAIXA AZUL ACONTECE DESDE 2015

A fiscalização eletrônica da Faixa Azul acontece desde 2015 nas avenidas Marechal Mascarenhas de Moraes e Herculano Bandeira, na Zona Sul do Recife, onde 25 equipamentos foram implantados. Desde o primeiro ano, registrou-se uma redução no desrespeito ao corredor exclusivo. As Faixas Azuis beneficiam, diariamente, mais de 100 linhas de ônibus e cerca de 700 mil passageiros.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta