CET reduz horário de faixa de ônibus no acesso da Marginal Tietê à Ponte das Bandeiras

Horário exclusivo para ônibus e táxis será agora das 06h às 10h. Foto: Cesar Ogata/SECOM

Gestão Covas também altera início de espaço para coletivos na Avenida Santos Dumont

ADAMO BAZANI

A exclusividade para o transporte coletivo perde duas horas a partir desta quinta-feira, 05 de julho de 2018, no acesso da Marginal Tietê à Ponte das Bandeiras.

A faixa da direita no sentido Castelo Branco, acesso à Ponte das Bandeiras / Avenida Santos Dumont, sentido centro; que era só para ônibus e táxis de segunda à sexta-feira, das 6h00 às 12h00, passa a ser liberada para qualquer tipo de veículo a partir das 10h00.

O local era um dos que mais geravam multas na cidade de São Paulo.

Além disso, o início da faixa de ônibus na Avenida Santos Dumont, sentido centro, da saída da alça de acesso da Marginal Tietê, passa para 50 metros antes da passarela de pedestres.

Segundo a CET, em nota, as mudanças não devem interferir na velocidade do transporte coletivo em horários de pico.

“A decisão foi tomada após análises de campo feitas pela CET e pela SPTrans apontarem que a mudança não impactará na circulação do transporte coletivo no horário de pico… A Engenharia de Campo da CET e Técnicos da SPTrans vão monitorar e orientar o tráfego na região, visando manter as condições de trânsito e preservar a segurança dos usuários da via. A CET também irá informar a mudança sobre as novas regras com sinalização no local”, informou a CET em nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

3 comentários em CET reduz horário de faixa de ônibus no acesso da Marginal Tietê à Ponte das Bandeiras

  1. José Dilson Alves de Oliveira // 4 de julho de 2018 às 15:45 // Responder

    Ninguém faz nada pra melhorar as condições do transporte público, só piora cada dia mais infelizmente.

  2. Antonio Idevano dos Santos // 4 de julho de 2018 às 15:54 // Responder

    Parabéns aos “jestores” da cidade por mais esta iniciativa de beneficiar o usuário de transporte individual e a consequente condenação de quem usa o transporte coletivo. Enquanto um carro ocupa cinco metros de via para transportar uma condutor um ônibus ocupa quinze metros e transporta cem pessoas. É isso que dá eleger um projeto que não tem o menor comprometimento com a maioria e com a modernidade. Amarguemos mais uma.

  3. Este e o governo que paulista gosta beneficia so o transporte individual, acordem e não votem mais neles.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: