Empresas de ônibus da Grande Aracaju ameaçam desativar linhas se prefeituras não resolverem precariedade de ruas

Foto: Julio César (Site Busólogos Unidos de Sergipe)

Povoados localizados nas cidades de Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão têm encontrado dificuldades para acessar o serviço de transporte coletivo

ALEXANDRE PELEGI

Os povoados de Guajará e Quissamã, no município de Nossa Senhora do Socorro, e do Cardoso, em São Cristóvão, cidades da região metropolitana de Aracaju, Sergipe, estão sofrendo para conseguir usar o transporte coletivo. O motivo: a precária pavimentação das vias expressas.

A situação atingiu tal ponto de gravidade que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju de Região Metropolitana (Setransp) informou nesta segunda-feira, diz 2 de julho de 2018, que pode desativar quatro linhas caso as prefeituras não resolvam o problema imediatamente.

gde_aracaju

Foto publicada no site do Setransp

O Jornal do Dia, de Aracaju, informa em matéria nesta terça-feira, dia 3, que a Prefeitura de São Cristóvão reagiu ao ultimato das empresas, garantindo que tem trabalhado com frequência desde janeiro do ano passado para proporcionar melhorias em todas as ruas e avenidas de responsabilidade municipal. A gestão municipal acredita não haver risco de suspensão do serviço coletivo em função das medidas que vêm tomando.

A prefeitura de Nossa Senhora do Socorro também reagiu, informando, segundo o Jornal do Dia, que equipes têm trabalhado intensamente na manutenção das vias. No entanto, a administração municipal afirma que o alto índice de chuvas das últimas quinzenas tem atrasado as reformas.

As linhas ameaçadas de interrupção, de acordo com o Setransp, são: 306 – Guajará/Zona Oeste, 712 – Povoado Cardoso/Mercado, 714 – Povoado Quissamã/Osvaldo Aranha e 718 – Guajará/Osvaldo Aranha.

Em nota oficial o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju de Região Metropolitana justificou o alerta. Leia a nota na íntegra:

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Aracaju de região metropolitana (Setransp) informa que a situação alarmante das vias nos nos Povoados Guajará, Quissamã (ambos em Nossa Senhora do Socorro) e Cardoso (em São Cristóvão) está colocando em risco a circulação dos ônibus do transporte coletivo que operam quatro linhas na região.

São vias sem calçamento, com buracos, valetas, córregos e até riachos, e muitas delas são estradas de canaviais, inclusive, com trechos com possibilidade de erosão. A situação das vias nos três povoados proporcionam riscos de acidentes no tráfego de ônibus. Em tempos de chuva, como o atual, as empresas de ônibus contam com serviços de tratores para ajudar frequentemente no reboque dos ônibus atolados no lamaçal dessas vias. E os veículos que servem essas linhas são os que apresentam maior índice de deterioração.

O Setransp vem oficiando sistematicamente a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT) sobre a realidade da operação nos povoados Guajará, Quissamã e Cardoso, pedindo providências emergências em conjunto com as superintendências dos demais Munícipios, mas até o momento não houve ação efetiva nos locais.

Apesar das dificuldades, o setor do transporte vem buscando cumprir a prestação do serviço à população desses povoados, através da empresa Viação Atalaia, que é a responsável pela operação das linhas que atendem a localidade. Entretanto, com a chegada do inverno rigoroso e a permanência das condições precárias das vias com agravamento da situação, comprometendo a segurança dos passageiros, motoristas e cobradores de ônibus, a operação fica impossibilitada de ser realizada com segurança. Sem outra alternativa, as linhas relacionadas a seguir poderão ser suspensas até que as condições das vias sejam restabelecidas. As linhas são:

306 – Guajará – Zona Oeste.

712 – Povoado Cardoso – Mercado.

714 – Povoado Quissamã – Osvaldo Aranha.

718 – Guajará – Osvaldo Aranha.

Sete empresas operam o sistema do transporte em Aracaju e região metropolitana: Viação Progresso, Transporte Tropical, Viação Paraíso, Viação Modelo, Viação Harley, Capital Transporte e Viação Atalaia.

Veja o vídeo postado no site do Setransp:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta