Incêndio a ônibus em Minas Gerais interrompe circulação do transporte coletivo

Foto: meramente ilustrativa. (Reprodução / RecordTV Minas)

Estações BHBus Venda Nova, Vilarinho e Pampulha deixaram de operar entre 23h de terça e 5h desta quarta

JESSICA MARQUES

Os incêndios a ônibus que ocorreram entre terça-feira, 26 de junho de 2018, e quarta, 27, em Minas Gerais, interromperam a circulação do transporte coletivo.

As estações BHBus Venda Nova, Vilarinho e Pampulha tiveram a operação suspensa entre 23h de terça e 5h desta quarta. Os passageiros lamentaram a situação nas redes sociais e muitos recorreram ao transporte individual por aplicativo para chegar aos compromissos pessoais ou ao trabalho.

Entre os veículos incendiados está o ônibus que operava a linha 640 (Estação Venda Nova/Jardim Leblon). O coletivo foi atacado por pelo menos seis homens na Rua Cônego Trindade, no Bairro Jardim Leblon, Região de Venda Nova, na manhã de terça.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/06/26/mais-tres-onibus-sao-incendiados-em-minas-gerais/

Ainda na terça, por volta das 20h, outro ônibus foi alvo de ataque. De acordo com informações da Polícia Militar, um veículo da linha 615 (Estação Pampulha/Céu Azul B) trafegava pela Rua Radialista Mário Batista, no Bairro Céu Azul, quando um suspeito deu sinal para embarcar. Em seguida, pessoas encapuzadas se aproximaram, mandaram todos descer e colocaram fogo no veículo.

O caso foi registrado na 2ª Delegacia de Polícia de Venda Nova. Ninguém ficou ferido e, até o momento, nenhum suspeito foi preso.

Frente ao número de casos, o SetraBH (Sindicato das empresas de ônibus de Belo Horizonte) criou uma campanha para denúncias de ataques a veículos.

img-20180627-wa0011692241568.jpg

Os últimos casos de incêndio a ônibus em Minas Gerais aconteceram em Ibapa, na região do Vale do Aço.

Relembre: Caminhões e ônibus são queimados em Minas Gerais

Em 17 de junho de 2018, outro ônibus foi incendiado no bairro Bandeirantes, quando homens encapuzados e armados entraram no coletivo para anunciar o assalto.

Relembre: Outro ônibus é atacado em Minas Gerais

Este foi o segundo caso de ataque a ônibus na região do Vale do Aço neste mês. A primeira ocorrência foi registrada na sexta-feira, 15 de junho, quando dois ônibus foram incendiados em Ipaba.

Os veículos estavam estacionados na garagem e ninguém ficou ferido, na ocasião.

Relembre: Mais dois ônibus são incendiados em Minas Gerais

Até o meio da semana passada, o número de ônibus incendiados desde 3 de junho em Minas Gerais havia chegado a 70. Desde então, mais três casos foram registrados.

Relembre: Sobe para 70 número de ônibus incendiados em Minas Gerais

O Governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, confirmou que os ataques a ônibus que ocorreram no estado nos últimos dias partem de uma facção criminosa que atua em todo o país.

Relembre: Governador de Minas Gerais confirma que ataques a ônibus partem de facção criminosa

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, prometeu uma verba para combater os ataques a ônibus no estado.

Relembre: Jungmann promete R$ 50 milhões para combater ataques a ônibus em Minas Gerais

Leia também: Minas Gerais contabiliza 60 ataques a ônibus em 29 cidades, nos últimos quatro dias

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Reprodução RecordTV Minas

Dois deles foram incendiados na cidade de Elói Mendes, no Sul de Minas. Outro veículo foi atacado em Belo Horizonte. Foto: Reprodução / RecordTV Minas

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta