Criança realiza sonho de conhecer garagem de ônibus da SBCTrans

O desejo de Bernardo foi realizado em 16 de junho, quando a empresa abriu as portas para uma visita. Foto: Divulgação.

Bernardo Coelho Domingues, de três anos, mostra-se um ‘busólogo mirim’

JESSICA MARQUES

Muitos adultos se divertem com o universo dos ônibus, admiram lançamentos, curtem viagens e desejam saber tudo sobre as empresas. Em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, os coletivos ganharam um admirador especial, Bernardo Coelho Domingues, de apenas três anos.

Perto de completar quatro anos, o menino mostra-se um “busólogo mirim”, pois tinha como grande sonho conhecer a garagem da SBCTrans, que fica em São Bernardo. O desejo de Bernardo foi realizado em 16 de junho, quando a empresa abriu as portas para uma visita.

A mãe de Bernardo, Caroline Montingelli Coelho, contou que a paixão por ônibus surgiu quando o menino era bem mais novo, em 2016, quando ele entrou em uma loja de miniaturas.

Durante a visita, a criança ganhou uma miniatura de um veículo da SBCTrans. Desde muito novo, Bernardo já está conhecendo a emoção de ser um colecionador e admirar diversos modelos de ônibus.

“Estávamos na loja de brinquedos e ele agarrou um ônibus e não largou. Chorou horrores para largar. Compramos e, desde então, ele quer todos os ônibus que vê. Até agora, o preferido dele era um School Bus da Hotwheels, mas essa miniatura da SBCTrans passou a ser a favorita dele” – contou Caroline.

sbctrans_bernardo_1

Bernardo ganhou uma miniatura de ônibus da SBCTrans. Foto: Divulgação.

A partir do momento em que Bernardo começou a se interessar por miniaturas, andar de ônibus também se tornou uma diversão, conforme contou o pai da criança, Raphael Caovila Domingues.

“Os avós passaram a levá-lo para passear de ônibus, primeiro somente pelo bairro, Jordanópolis, e depois, fazendo integrações até com o Metrô de São Paulo. No Natal, foram dois dias para conseguirem andar no trólebus iluminado” – relembrou o pai.

O próximo sonho de Bernardo é, quando crescer, ser motorista de ônibus. “É muito emocionante ouvir isso dele porque meu avô, que faleceu em setembro passado, criou os filhos e nossa família ‘sobre rodas’. Por 25 anos, foi motorista da Viação Cometa, na rota São Paulo – Juiz de Fora. Depois de aposentado, não conseguiu ficar parado e foi trabalhar com ônibus de rua em Juiz de Fora. Se ele seguir os passos e exemplos do bisavô, será um homem de bem e feliz, o que me enche de orgulho” – afirmou Caroline.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta