Rodoviários do transporte intermunicipal fazem paralisação em Fortaleza e Juazeiro do Norte

Foto: Divulgação Ivens Santos (Ônibus Brasil)

Ônibus ficaram retidos até às 21 horas; categoria reivindica reajuste salarial e aumento de benefícios

ALEXANDRE PELEGI

Os rodoviários dos ônibus intermunicipais do Ceará fizeram uma paralisação relâmpago na noite desta quarta-feira, dia 20 de junho de 2018. O movimento atingiu a Rodoviária Engenheiro João Tomé, em Fortaleza, e o terminal rodoviário de Juazeiro do Norte.

O ato de protesto começou por volta das 18h e durou até as 21 horas, atrasando em mais de uma hora a saída de todos os outros ônibus.

O movimento foi motivado pela falta de acordo nas negociações de condições trabalhistas entre o Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros Intermunicipal e Interestadual (Sinteti) e o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Intermunicipal e Interestadual do Ceará.

O sindicato dos trabalhadores reclama que as negociações já se estendem por três meses, sem resultados.

A categoria rejeitou proposta do sindicato patronal de redução da jornada de trabalho de 44h para 18h semanais. O Sinteti avalia que os salários terão redução de mais de 50%.

Na última reunião de negociação, realizada no dia 15 de junho, as empresas propuseram reajuste salarial de 3%. Além disso, a proposta patronal ofereceu aumento de 50 centavos no vale refeição e de R$ 10 na cesta básica, em troca da redução na jornada de trabalho e de salários.

A proposta foi rejeitada pelos rodoviários, que fizeram a paralisação na noite desta quarta-feira como protesto.

A categoria quer 4% de reajuste salarial, com reajuste na cesta básica para R$ 140 e vale refeição para R$ 14.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta