Governo do Distrito Federal tem débito com empresas do transporte público

Dívida é de R$ 122 milhões, mas Sindicato dos Rodoviários afirma que valor supera R$ 200 milhões

JESSICA MARQUES

O Governo do Distrito Federal tem um débito com as empresas de transporte público que chega a R$ 122 milhões, segundo informações do portal Metrópoles. Contudo, o Sindicato dos Rodoviários afirma que o valor supera R$ 200 milhões.

De acordo com informações do DFTrans (Transporte Urbano do Distrito Federal), publicadas pelo portal, a administração anterior deixou um passivo de R$ 96 milhões. Do total, foram pagos R$ 56 milhões e R$ 40 milhões estão sub judice.

Segundo o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Jorge Farias, a dívida é ainda maior e o assunto é mencionado pelas empresas na data-base, marcada para agosto deste ano. Os profissionais afirmam que, se não houver um consenso, é possível que haja greve de ônibus.

As empresas Piracicabana, Pioneira, Marechal, Expresso São José e Urbi são as responsáveis pelo transporte público de Brasília. Os contratos com as viações foram assinados em 2012 e 2013 e o acordo tem duração de 10 anos.

Em nota ao portal Metrópoles, o DFTrans informou que “a dívida com as companhias não deve impactar os preços das passagens”. Além disso, afirmou que não há previsão de reajuste no valor da tarifa neste ano e que o débito atual será quitado até o fim de 2018.

As empresas preferiram não se manifestar.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta