Prefeitura de Curitiba estuda parceria com empresa de aplicativo de transporte

O assunto foi tratado em reunião entre o prefeito Rafael Greca, Ana Guerrini, diretora de políticas públicas da 99, e Carla Comarella, coordenadora de relações governamentais da empresa. Foto: Divulgação.

Assunto foi tratado em reunião com representantes da 99

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Curitiba está estudando uma parceria com uma empresa de aplicativo de transporte privado, a 99. O assunto foi tratado em reunião entre o prefeito Rafael Greca, Ana Guerrini, diretora de políticas públicas da 99, e Carla Comarella, coordenadora de relações governamentais da empresa.

“Estamos conversando sobre estratégias de inovação, inclusive na área multimodal. Por exemplo, a pessoa vai de ônibus ao Armazém da Família no terminal ou na Rua da Cidadania. Na volta, quando estiver com as compras, ela poderá usar o carro do aplicativo” – disse Greca. “É uma parceria e um trabalho que ainda estão sendo construídos. A empresa se reunirá com a Urbs e com o Ippuc para discutir essa nova ideia”.

Parceria em outras capitais

Ana Guerrini afirmou que parcerias multimodais estão sendo firmadas pela empresa também em outras capitais, como Rio de Janeiro e São Paulo. No Rio, por exemplo, passageiros do metrô tiveram acesso, durante o Carnaval, a um cartão especial que dava direito a cinco viagens com desconto pelo aplicativo, desde que integrado a outras cinco viagens pelo transporte público.

“A ideia é melhorar as condições de mobilidade nas cidades, fazendo com que mais pessoas deixem o carro na garagem e passem a usar o sistema público de transporte e os aplicativos. Com isso, há uma melhora no tráfego de veículos, menor velocidade nos deslocamentos, por exemplo” – afirmou Ana.

No Rio Grande do Sul, a parceria está sendo feita na área de compartilhamento de dados, com o mapeamento, por meio do GPS, de áreas de maior congestionamento e tempo de deslocamento na capital.

Sobre a 99

A 99 é uma empresa e aplicativo de transporte individual fundada em 2012, com os serviços 99Pop, com motoristas particulares em diversas cidades, e o 99Táxi, que táxi com valores até 30% mais baixos. Outro serviço é o 99Top, com táxis de luxo.

No início de 2018, a empresa, de origem brasileira, passou a ser controlada pela chinesa Didi Chuxing. No Brasil, são atendidos aproximadamente 14 milhões de passageiros e 300 mil taxistas e motoristas.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Luis Marcello Gallo disse:

    “Com isso, há uma melhora no tráfego de veículos, menor velocidade nos deslocamentos, por exemplo”. Não seria maior velocidade nos deslocamentos?

Deixe uma resposta para Luis Marcello Gallo Cancelar resposta