Strans forma equipes para intensificar fiscalização de mototaxis em Teresina

Teresina conta atualmente com 2.335 mototaxistas cadastrados. Foto: Divulgação.

Operações serão feitas em três turnos para coibir transporte ilegal e clandestino

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de Teresina informou que a partir de segunda-feira, 11 de junho de 2018, a Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito) vai formar equipes de agentes de trânsito para intensificar a fiscalização de mototaxis na capital.

Operações serão feitas em três turnos para coibir transporte ilegal e clandestino de mototaxistas. A Strans informou, em nota, que haverá blitz em eventos que ocorrem na cidade.

Segundo o Diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, as equipes de fiscalização vão fazem um trabalho rigoroso. “Assumimos o compromisso de intensificar a fiscalização e retirar de circulação esses mototaxistas que estão exercendo a profissão de forma ilegal. Além da fiscalização os três turnos, vamos fazer blitz nos locais em que são realizados grandes eventos”.

O diretor afirmou ainda que a operação de fiscalização está sendo feita tendo como base a Lei 4.942, de 26 de agosto de 2016. “Estamos trabalhando para coibir o transporte clandestino e ilegal, que representa um risco para os usuários do serviço de mototáxi. Agora vamos intensificar esse trabalho com a ajuda dos mototaxistas regulamentados, que muitas vezes já têm conhecimento dos pontos clandestino que existem na cidade” – disse.

A Prefeitura informou que município de Teresina conta atualmente com 2.335 mototaxistas cadastrados, que trabalham em 85 locadoras e em 110 pontos cadastrados pela Strans, distribuídos em todas as regiões da cidade.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta