Após acordo, greve dos rodoviários de Manaus é encerrada

Na noite desta segunda-feira, 68% da frota de ônibus do transporte coletivo está circulando após o anúncio do fim da greve, segundo informações do Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas).

Categoria recebe 5,5% de reajuste salarial no biênio 2017-2019

JESSICA MARQUES

Após sete dias de greve dos rodoviários de Manaus, que resultou em 61 ônibus depredados e deixou passageiros sem transporte, a paralisação foi encerrada. Houve acordo entre a categoria e as empresas.

Pelo acordo, os funcionários vão receber 5,5% de reajuste salarial, no biênio 2017-2019, segundo informações da Agência Brasil. O valor é composto por 3,5% de aumento referente aos primeiro ano e inflação relativa deste ano e do próximo. Os valores serão pagos a partir de agosto, conforme o que foi acordado.

Além disso, foi determinado um limite de R$ 1.500 para o pagamento de sinistro em caso de acidente provocado pelo motorista. O valor pode ser parcelado em até três vezes.

Outro ponto acertado foi o intervalo fracionado entre a jornada, que deve ter duração mínima de 10 minutos.

O regime de trabalho instituído passou a ser 12 horas de atividade para 36 horas de folga. O trabalho intermitente, chamado pela categoria de “horista”, foi limitado a apenas 10% dos 8 mil trabalhadores.

O acordo, no fim das contas, prevê compensação dos dias parados, após os rodoviários cederem. Contudo, não foi estipulado um prazo. Além disso, ficou proibida a deflagração de greve até 2019, ficando definido que todos os assuntos trabalhistas do gênero devem ser resolvidos na Justiça do Trabalho.

Na noite desta segunda-feira, 68% da frota de ônibus do transporte coletivo está circulando após o anúncio do fim da greve, segundo informações do Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas).

A previsão do sindicato das empresas é de que toda a frota opere na terça-feira. Entretanto, os 61 ônibus depredados podem impedir a circulação normal, pela condição dos veículos.

Leia também: Em 7º dia de greve dos rodoviários, 61 ônibus são depredados em Manaus

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta