Fiat Chrysler Automobiles deixa de produzir carros a diesel até 2021

A FCA prevê um crescimento anual de 7% nas receitas. Foto: Ansa

FCA pretende colocar no mercado primeiros sistemas autônomos até 2023

JESSICA MARQUES

O CEO da Fiat Chrysler Automobiles, Sergio Marchionne, informou que a empresa deixa de produzir carros de passeio movidos a diesel até 2021. A perspectiva da FCA é colocar no mercado os primeiros sistemas autônomos até 2023.

O executivo afirmou que limitações crescentes são o principal motivo para a queda do tipo de tecnologia nos próximos anos. “Apostaremos em produtos capazes de recuperar o custo das novas tecnologias de eletrificação” – disse.

Os sistemas autônomos que serão criados são chamados “nível” quatro, ou seja, são limitados a áreas específicas e condições meteorológicas específicas.

A estratégia da Fiat no mercado de carros elétricos deve ter como protagonista o Fiat 500, veículo popular em áreas urbanas. “O 500 é líder de preço, participação de mercado e, por décadas, definição de mobilidade urbana. Por isso é ideal para uma solução a bateria completa” – afirmou.

A FCA pretende investir 45 bilhões de euros de 2018 a 2022. Desse total, cerca de 7,6 bilhões de euros devem ser aplicados no desenvolvimento de veículos elétricos.

No período, a FCA prevê um crescimento anual de 7% nas receitas.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta