Rodoviários do Rio avaliam convocar greve por tempo indeterminado

Foto: divulgação (reprodução TV Globo)

Sindicato fará assembleia geral na próxima segunda-feira, dia 4 de junho

ALEXANDRE PELEGI

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus do Rio de Janeiro (Sintraturb Rio) avalia a convocação de uma greve geral por tempo indeterminado.

Nesta quarta-feira, dia 30 de maio, o Sintraturb comunicou a Secretaria municipal de Transportes que realizará uma assembleia geral na próxima segunda-feira, às 18h, na sede da entidade. O tema da greve será debatido na ocasião, assim como a dupla função exercida por motoristas, que acumulam as funções de cobrador dentro dos ônibus.

No comunicado enviado à secretaria, o Sintraturb Rio destaca questões relativas ao acordo firmado em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em fevereiro com os empresários de ônibus. Segundo o Sintraturb, até agora o acordo não foi cumprido pelas empresas, e um abaixo assinado cobrando o cumprimento do acordo das empresas já reúne 12 mil assinaturas.

Dentre os pontos do documento constam ainda o atraso no pagamento do dissídio coletivo de 2017 (ajuizado no TRT) e a aprovação da pauta sobre o reajuste salarial de 2018.

Sintraturb-82-SITE-1.jpgO Sintraurb afirma também que parte das empresas não se preocupou até o momento em resolver o atraso no pagamento de salários e benefícios.

Diante dos pontos citados, o presidente do Sintraturb Rio, Sebastião José, afirma que uma paralisação por tempo indeterminado da categoria parece ser inevitável, uma vez que a categoria está há mais de dois anos sem reajuste.

Sebastião José cita ainda “a falta de responsabilidade do Rio Ônibus com os trabalhadores e a população“.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Waldemar Araujo disse:

    Não acredito depois desse aumento de passagem anunciado pelo Crivella

Deixe uma resposta