Forças Armadas estão no Porto de Santos e caminhões começam a deixar o local

Forças Armadas para garantir segurança a caminhoneiros que querem voltar para o trabalho ou para a casa – Foto – Reprodução Rede Globo

Apenas fica quem quiser aderir espontaneamente à paralisação

ADAMO BAZANI

Vários caminhões que passaram onze dias parados no Porto de Santos começam a deixar o local no início desta manhã.

As Forças Armadas foram até o porto para garantir a segurança de caminhoneiros que querem deixar a paralisação, mas não se sentiam seguros.

Houve relatos, inclusive, de ameaças aos motoristas que queriam voltar espontaneamente para casa ou para o trabalho.

Uma grande quantidade de caminhões começou a sair por volta das 6h30 desta quinta-feira.

O Governador de São Paulo, Márcio França, esteve ontem no Porto de Santos para negociar com os grevistas que, além das concessões que os caminhoneiros obtiveram junto ao Governo Federal, pediam mais isenções de impostos e barateamento dos preços nas praças de pedágio.

Por enquanto, a situação é tranquila no local.

 Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta