PF abre 37 inquéritos sobre locaute no caso da greve dos caminhoneiros, com mandados de prisão

 Ministros de Temer dizem que ainda há 566 bloqueios parciais nas rodovias brasileiras

ADAMO BAZANI

O ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, general Sérgio Westphalen Etchegoyen, fizeram um balanço das ações do Governo Federal sobre a greve dos caminhoneiros na noite deste sábado, 26 de maio de 2018.

A Policial Federal instaurou 37 inquéritos em 25 estados para apurar responsabilidades da greve, inclusive em relação a locaute. Há mandados de prisão e interrogatórios em curso.

“Temos convicção da organização e patrocínio criminoso de patrões, de empresas transportadoras e distribuidoras. Vão pagar por isso, não tenha dúvida.” – disse o ministro Jungmann.

“Há o sindicalismo tradicional, com quem negociamos; o movimento em rede, que é horizontal e mais difícil, mas é legítimo e, por fim, identificamos com maior clareza um movimento criminoso por parte dos senhores donos de empresas. Todos os donos de grandes empresas estão sendo intimados a depor.” – complementou.

Segundo Jungmann, foram emitidos mais de 400 autos de infração pela Polícia Rodoviária Federal contra os motoristas parados, num total de R$ 2,033 milhões, não contando a multa de R$ 100 mil determinada pelo STJ aos grevistas.

Segundo Raul Jungmann, até a noite deste sábado, existiam 566 bloqueios parciais nas rodovias brasileiras e houve 524 liberações.

Entre os estados com maior número de desbloqueios estão, segundo o ministro:

São Paulo – 97% de liberações

Rondônia – 69% de liberações

Pernambuco 75% de liberações

Distrito Federal – 70% de liberações

Bahia – 64% de liberações

Ceará – 62% de liberações

Houve seis casos em que foi necessário usar a Tropa de Choque da Polícia Rodoviária Federal.

O general Sérgio Etchegoyen disse que o foco da PRF foi liberar corredores de acesso a aeroportos e distribuidoras de combustíveis.

Motoristas das forças armadas já conduzem caminhões, em especial de combustíveis. Segundo o militar, o abastecimento de alguns aeroportos já caminha para normalização. Etchegoyen também declarou que o Sistema Nacional de Transplantes perdeu órgãos por falta de transporte, comentou liberação parcial Rodoanel e da Regis Bittencourt, em São Paulo, após acordo entre caminhoneiros e o Governador Márcio França.

Adamo Baznai, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Isso e conversa pra ludibriar a população, e acharem que os caminhoneiros são culpados, e o povo como sempre zzzzzz

Deixe uma resposta