Estado de São Paulo tem 27 cidades em emergência por falta de combustível, além da capital

Com a economia de combustível, por conta da falta de diesel, os ônibus fazem menos viagens. Foto: Adamo Bazani / Arquivo

Nos municípios em que foi decretada calamidade pública, diversos serviços são racionalizados

JESSICA MARQUES

No Estado de São Paulo, 28 cidades, além da Capital, decretaram estado de emergência por conta da falta de combustível, causada pela greve dos caminhoneiros.*

Estão em estado de calamidade pública as seguintes cidades: São Lourenço da Serra, Boituva, Sorocaba, Jundiaí, Americana, Artur Nogueira, Botucatu, Capela do Alto, Capivari, Cerquilho, Cosmópolis, Diadema, Guaratinguetá, Guarulhos, Itapevi, Itatiba, Itu, Limeira, Mogi das Cruzes, Monte Mor, Paraguaçu Paulista, Santa Bárbara d’Oeste, Vinhedo São Roque, Bauru e Nova Odessa.

Nos municípios em que foi decretado estado de emergência, diversos serviços estão sendo racionalizados. O transporte público também é afetado. Com a economia de combustível, por conta da falta de diesel, os ônibus fazem menos viagens.

Na Capital Paulista, o estado de emergência foi decretado em 25 de maio de 2018.

Relembre: Bruno Covas decreta estado de emergência em São Paulo

Leia também: Guarulhos e Diadema decretam estado de emergência, na Região Metropolitana de São Paulo

*Atualizada às 16h

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta