Após protestos por aumento no valor da passagem, Egito reforça segurança em estações do metrô

Segurança foi posicionada em frente às estações de metrô

Atos ocorreram no sábado, 12 de maio, após passagens terem ficado mais caras na sexta

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

As estações de metrô do Egito estão com reforço na segurança no lado de fora, após protestos realizados contra o aumento da tarifa. Segundo informações da Agência Reuters, a proteção foi colocada neste domingo, 13 de maio. O ato contra o reajuste no valor da passagem ocorreu no sábado.

Devido aos protestos, ao menos 22 manifestantes foram presos. A segurança do país, porém, informou que a maior parte foi liberada após 24 horas.

O aumento entrou em vigor nesta sexta-feira, 11 de maio. As tarifas aumentaram de duas para até sete libras egípcias, o que corresponde aos valores de 11 centavos de dólar a 39 centavos. No local, o valor depende do número de estações que os passageiros viajam.

Os protestos e prisões ocorreram principalmente na estação de metrô Helwan, no sul do Cairo. A justificativa do governo para o aumento é que as tarifas altas são necessárias para manter o funcionamento do metrô, que antes operava com déficit. Com isso, o governo afirma que serão feitas ampliações para beneficiar 25 milhões de pessoas na capital do país.

“O aumento vai gerar cerca de 1 bilhão pesos (56,37 milhões de dólares)” — disse o ministro do Transporte, Hesham Arafat, ao canal de televisão privado Sada al-Balad.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta