Idosos de Bauru devem renovar Passe Idoso Municipal anualmente para não ter cartão bloqueado

Atualmente, 3.490 usuários de 60 a 64 anos e onze meses utilizam o sistema, segundo informações da Prefeitura.

Benefício é válido para pessoas de 60 a 64 anos e onze meses nos ônibus municipais da cidade

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Os idosos de Bauru, no interior de São Paulo, devem renovar o Passe Idoso Municipal anualmente para não ter o cartão bloqueado. O benefício é válido para pessoas de 60 a 64 anos e onze meses nos ônibus municipais da cidade.

A Sebes (Secretaria Municipal do Bem-Estar Social) informou, por meio de nota, que o recadastramento deve ser feito antes que seja completado um ano, para evitar que o prazo seja expirado.

Enquanto a atualização cadastral não for feita, o cartão permanecerá bloqueado. Por esse motivo, é recomendado que o agendamento seja feito com antecedência.

“Com o objetivo de evitar transtornos, como o bloqueio do cartão, a Sebes solicita aos usuários que agendem com antecedência o atendimento na Central de Atendimento ao Usuário para os procedimentos de renovação do benefício, que tem validade de um ano. O beneficiário deverá seguir todos os procedimentos que realizou da primeira vez que preencheu o Cadastro Único” – informou a Sebes, em nota.

O Passe Idoso Municipal foi implantado em julho de 2017. Atualmente, 3.490 usuários utilizam o sistema, segundo informações da Prefeitura.

Para ter direito ao benefício, é necessário ter renda mensal individual igual ou inferior a dois salários mínimos vigentes no Estado de São Paulo (até R$ 2.216,76) e não ser beneficiário de outras categorias de gratuidade ou desconto no sistema de transporte coletivo municipal, além de estar dentro da faixa etária.

De acordo com a Prefeitura, o beneficiário terá direito à carga automática mensal do cartão, não cumulativa, de 30 créditos. A validade do cartão é de um ano. Para obter a aprovação do benefício, a pessoa idosa deverá ser titular ou fazer parte da composição familiar do Cadastro Único e possuir o número do NIS.

Procedimentos:

1 – Agendar atendimento na Central de Atendimento ao Usuário pelo telefone (3223-2849 ou 99161-0967) ou presencialmente (Praça das Cerejeiras, 1-28, segunda a sexta-feira, 8h às 16h). Deve ser a mesma pessoa que preencheu o Cadastro Único, ou seja, o Responsável Familiar;

2 – Comparecer na data agendada munido de todos os documentos pessoais originais de todos os membros da composição familiar:

18 a 59 anos: RG, CPF, título de eleitor, carteira profissional, holerith atual (se trabalhar);

16 e 17 anos: RG, CPF, carteira profissional, holerith atual (se trabalhar), declaração escolar;

0 a 15 anos: certidão de nascimento, RG, CPF e declaração escolar;

Acima de 60 anos: RG e CPF;

Aposentados e pensionistas: documentos pessoais mais o número do benefício e extrato do INSS;

Crianças que não sejam filhos: termo de guarda do responsável pela criança; comprovante de endereço atual.

3 – Após 15 dias do envio da ficha do Cadastro Único ao órgão gerenciador do Sistema Público de Transporte, o beneficiário deverá comparecer a Transurb (Rua Ezequiel Ramos, 6-77 – Centro), munido de um documento que o identifique e do seu Passe Cidadão, que será revalidado.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta