Goiânia terá ações para diminuir violência nos terminais de ônibus

Dentre as atividades a serem desenvolvidas está a realização de campanhas

Foco das atividades é o Eixo Anhanguera, por onde circulam mais de 350 mil pessoas

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

O Governo de Goiás fará diversas ações em maio para reduzir a violência nos terminais de ônibus do Eixo Anhanguera, na capital. No trecho, circulam mais de 350 mil pessoas em Goiânia.

As ações foram definidas em reunião com representantes da Polícia Militar, no Ministério Público, do Grupo Executivo de Enfrentamento às Drogas, do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) e RMTC.

Dentre as atividades a serem desenvolvidas está a realização de campanhas. Os temas serão: Ponto Final da Violência – Denuncie Crimes, Desrespeito, Vandalismo contra o Cidadão e o Patrimônio; e Ponto Final do Desrespeito – Denuncie Crimes, Assédios e Desrespeitos contra o Idoso de Deficiente Físico.

“Também haverá presença ostensiva da PM, Corpo de Bombeiros, Justiça Móvel, GEED e Defensoria Pública, entre outros, com farto material de divulgação e ações que ofereçam segurança para a população nos terminais de ônibus” – informou o governo, por meio de nota.

Outra medida a ser tomada é uma cartilha, que está sendo elaborada. “Dentro desse material serão inseridos o call center do Centro Estadual de Avaliação Terapêutica Álcool e outras Drogas (Ceat-AD) 0800 649 0145, e as ações de prevenção às drogas do GEED” – conforme explicou o governo.

O foco das ações será os horários de pico dos terminais de ônibus. O comandante de Policiamento da Capital, coronel Ricardo Alves Mendes, tem um mapa que mostra a criminalidade na região.

Outros órgãos também farão parte da medida. Entre outras ações que serão realizadas, incluem-se atividades de conscientização contra o desrespeito ao cidadão, às mulheres e aos idosos e deficientes físicos.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta