Serviço do Metrô-DF é interrompido por rompimento de cabos

Trecho entre a Estação Central e a Arniqueiras foi afetado nos dois sentidos

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE*

*Com informações do Metrópoles

O serviço do Metrô-DF foi interrompido na manhã desta segunda-feira, 9 de abril de 2018. Segundo informações da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal, a causa foi o rompimento do cabo de fibra ótica do sistema.

A operação foi suspensa no trecho entre a Estação Central e a Arniqueiras, que fica em Águas Claras. Os dois sentidos foram afetados. O rompimento de fibras óticas ocorreu entre as estações Arniqueiras e Guará, em um trecho de cerca de 80 metros. O problema foi identificado às 6h.

Segundo o chefe do Departamento de Operações da Companhia do Metropolitano, Victor Mafra, o rompimento foi causado por ação humana, mas não é possível afirmar se a intenção era furtar os cabos ou apenas prejudicar o sistema.

Os cabos de cobre que estavam nas canaletas, que valem mais que os de fibra ótica, não foram danificados ou retirados, de acordo com Mafra.

Por conta da interrupção do sistema de transporte público, o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) do Distrito Federal liberou as faixas exclusivas da EPTG e EPNB até 23h59 desta segunda-feira.

Segundo informações do Detran-DF (Departamento de Trânsito do DF), as faixas da W3 Norte, W3 Sul e Setor Policial também foram liberadas para os veículos. Contudo, a faixa do BRT não foi liberada e não pode ser utilizada.

A empresa responsável pela manutenção dos trens foi acionada e está no local para fazer os reparos. A equipe fará a substituição dos cabos e da fibra rompida. Não foi informada uma previsão para a normalização do serviço, mas a expectativa de Victor Mafra é que a normalização ocorra até o horário de pico da tarde.

1 Trackback / Pingback

  1. Metrô-DF volta a funcionar, mas faixas exclusivas continuam liberadas – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: