Após noite de depredação na estação Barra Funda do Metrô, manhã é normal na linha 3

Torcedores chegaram a subir nos trens. Foto: Huascar Torrico/TV Globo

Estação chegou a ficar 40 minutos fechada. Cinco trens foram danificados, dois estão fora de serviço

ADAMO BAZANI

As operações são normais na manhã desta segunda-feira, 09 de abril de 2018, na linha 3 Vermelha do Metrô (Itaquera/Barra Funda), mas ainda é possível perceber as marcas de vandalismo na Estação Barra Funda, na Zona Oeste.

Neste domingo, logo depois da final entre Palmeiras e Corinthians, por volta das 19h00, um grupo de torcedores palmeirenses, inconformados com a derrota do time na final do Campeonato Paulista, depredou a estação e ao menos cinco trens. De acordo com o Metrô, na manhã de hoje ainda dois trens estão sem condições de circular.

A estação chegou a ficar fechada ontem por cerca de 40 minutos, das 19h25 às 20h05. Além dos trens, foram vandalizados equipamentos, placas de sinalização, bloqueios (catracas) e lâmpadas.

O Metrô calcula os prejuízos ainda hoje.

Não há informações sobre feridos e o Palmeiras não se pronunciou

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Após noite de depredação na estação Barra Funda do Metrô, manhã é normal na linha 3

  1. Porque queimavam ônibus? Agora sabe-se que, mesmo sendo serviço “privatizado” (concedido a operação privada, embora a responsabilidade última continue sendo do setor público), duas são as razões: Sua imagem é “face” do setor publico. E, porque, são fabricados com muito material comburente, além de levarem mais combustível junto. ( No passado, os trens também eram queimados com o álcool que trabalhadores levavam para aquecer suas marmitas. Foi realizado, então, um estudo técnico para limitar o risco de incêndio proposital ou acidental).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: