Ônibus da Suzantur pega fogo em Santo André

Coletivo operava na linha TR 101 Terminal Santo André Oeste - Terminal Vila Luzita.

Segundo informações da Prefeitura, causa do incêndio foi pane elétrica

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

Um ônibus da Suzantur pegou fogo por volta das 7h45 desta sexta-feira, 6 de abril de 2018. O coletivo operava na linha TR 101 Terminal Santo André Oeste – Terminal Vila Luzita.

O incidente ocorreu na Avenida Capitão Mário Toledo de Camargo, em frente à estação Dom Pedro I. Segundo informações da Prefeitura de Santo André, a causa do incêndio no ônibus articulado foi uma pane elétrica.

“Agentes do Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) foram ao local e mantiveram o monitoramento da região até a retirada do ônibus” – informou a Prefeitura, em nota. Três viaturas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência.

O veículo que pegou fogo foi um Busscar Urbanuss Pluss O 500 MA, ano 2006, alugado da Viação Sambaíba e recentemente reformado pela Suzantur.

Não há informações sobre pessoas que ficaram feridas no incêndio.

Confira o vídeo recebido pelo Diário do Transporte, que registrou o momento do incêndio:

 

Confira a nota da Prefeitura de Santo André na íntegra:

“A Central de Monitoramento de Trânsito recebeu chamado de uma ocorrência de incêndio em um ônibus da empresa Suzantur na avenida Capitão Mário Toledo de Camargo, próximo à estação Dom Pedro I, por volta das 8h desta sexta-feira. Agentes do Departamento de Engenharia de Tráfego (DET) foram ao local e mantiveram o monitoramento da região até a retirada do ônibus. A causa do incêndio no veículo articulado foi uma pane elétrica”.

1 comentário em Ônibus da Suzantur pega fogo em Santo André

  1. No passado trens e metrôs também pegavam fogo. As empresas do setor solicitaram financiamento governamental para realizar um estudo sobre redução da quantidade de material inflamável usado na fabricação de trens de passageiros e de metrô. O relatório final ( 2 vol.) é acessível para consulta na biblioteca da Companhia do Metrô de São Paulo na Rua Augusta, em São Paulo. Na condição dos ônibus há, entretanto, algumas diferenças fundamentais como a absoluta necessidade de leveza do material empregado e também o fato de ter que transportar combustível no próprio veículo. Rogerio Belda

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: