Operação comercial da linha 13-Jade será em junho e Expresso Aeroporto começa em julho, diz CPTM

Trens realizaram testes noturnos desde a semana passada na região de Guarulhos – Foto: CPTM

Operações assistidas têm início neste sábado, 31, com inauguração às 9h na Estação Engenheiro Goulart, sem cobrança de passagem

ADAMO BAZANI

A Linha 13-Jade da CPTM, a chamada linha do Aeroporto de Guarulhos, que será entregue amanhã, só vai operar comercialmente, ou seja, com cobrança de tarifa e em horário integral (das 4h à meia noite), a partir de junho, de acordo com a companhia de trens.

Até lá, o funcionamento será parcial para testes, com passageiros. É a chamada operação assistida, que é um procedimento padrão no sistema metroferroviário em todo o mundo.

Em abril, segundo a CPTM, o funcionamento será apenas aos sábados e domingos, das 10h às 15h, entre as estações Engenheiro Goulart, na zona Leste, Guarulhos-Cecap e o Aeroporto.

Não haverá cobrança de tarifa e o intervalo entre os trens deve ser de 30 minutos, em média. Este trajeto deve ser cumprido em aproximadamente 15 minutos, ainda de acordo com a CPTM.

Prometida para ser concluída antes da Copa do Mundo de 2014, a linha terá 12,2 quilômetros de extensão e custou em torno de R$ 2,3 bilhões, para ligar a estação Engenheiro Goulart, na zona Leste, que permite conexão com a Linha 12 Safira (Brás/São Paulo – Calmon Viana/Poá) e a estação Aeroporto, em Guarulhos, cum uma demanda diária prevista de 120 mil passageiros por dia.

Os atrasos deixaram as obras R$ 200 milhões mais caras.

A linha 13-Jade foi projetada inicialmente para ser entregue até a Copa de 2014, mas desde os anos 1990 já era estudada uma ligação ferroviária entre a capital paulista e o Aeroporto, mas partindo da região central.

EXPRESSO AEROPORTO E SERVIÇO CONNECT:

Outros serviços derivados na linha 13-Jade devem ser inaugurados na metade do ano, segundo a CPTM.

A companhia anunciou que serviço Connect, que vai ligar a estação Brás, na capital paulista, ao Aeroporto em Guarulhos, sem a necessidade de baldeação na Estação Engenheiro Goulart, começa a operar em junho. A ligação só vai funcionar nos horários de pico. A tarifa será a mesma de todo o sistema, hoje de R$ 4, e os trens vão parar em todas as estações. O trajeto entre o Brás e o Aeroporto deve ser feito em 35 minutos.

Já em julho, pela promessa da CPTM, entra em operação o Expresso Aeroporto, chamado pela empresa de serviço Airport-Express, que transportará os passageiros da Estação da Luz (centro da capital) à Estação Aeroporto-Guarulhos, sem paradas. O trajeto será feito em 35 minutos, segundo a CPTM.

Serão quatro horários por dia nos dois sentidos, que ainda vão ser definidos. O valor da tarifa será maior, mas ainda não foi definido também.

INTEGRAÇÕES:

A linha 13 Jade vai permitir integrações físicas e tarifárias com a rede de trens, metrô e ônibus municipais de São Paulo e Guarulhos. Veja os principais pontos de conexões:

– Terminal Rodoviário de Guarulhos e o Terminal da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Acesso por meio de passarela à Estação Guarulhos-Cecap.

– Estação Engenheiro Goulart: Linha 12 Safira (Brás/São Paulo – Calmon Viana/Poá), da CPTM. A linha 12 deve ser a maior “porta de entrada” da linha 13.

– Estação Brás (quando começar o serviço Connect). A estação Brás permite acesso a ônibus municipais de São Paulo (SPTrans) e conexões com as linhas 3-Vermelha do Metrô (Itaquera-Barra Funda), 10 Turquesa da CPTM (Brás – Rio Grande da Serra), 11 Coral (Estudantes/Mogi das Cruzes /Luz).

– Estação Luz (quando começar o Expresso Aeroporto): Linhas de ônibus municipais de São Paulo e metropolitanas da EMTU no entorno e linha 1 Azul do Metrô (Tucuruvi – Jabaquara), Linha 4 Amarela do Metrô (Butantã – Luz) e linhas 7 Rubi (Jundiaí- Francisco Morato – Luz) e 11 Coral (Estudantes/Mogi das Cruzes /Luz).

COMPLEMENTO COM ÔNIBUS:

Originalmente, o trem deveria chegar bem perto do Aeroporto, mas por falta de entendimento  entre governo do Estado, GRU Airport e estabelecimentos comerciais, os passageiros devem seguir viagem de ônibus gratuitos da estação Aeroporto, que não é tão aeroporto assim.

Para o Terminal 1, os passageiros devem utilizar uma passarela de 450 metros sobre a Avenida Helio Schmidt. Já os passageiros que precisam utilizar os terminais 2 (voos domésticos da Latam, Gol e Avianca, entre outras) e 3 (Air France, American Airlines, Emirates, voos internacionais da Latam, Iberia e Qatar, etc) terão de seguir em ônibus sem cobrança de tarifa fornecidos pela concessionária do Aeroporto, GRU Airport. O Terminal 2 fica a 1,5 km da Estação e o Terminal 3 fica 2,5 km distante.

Os ônibus vão circular entre os três terminais e operarão no mesmo horário dos trens. O trajeto circular deve demorar 10 minutos. Se for necessário, o horário de funcionamento dos ônibus pode ser estendido.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: