Mercedes-Benz divulga aumento de 73% em vendas de Sprinter em janeiro

Com 300 unidades emplacadas em janeiro de 2018, estados de SP e MG, além do DF, foram principais compradores de vans de passageiro Sprinter no início de 2018

ALEXANDRE PELEGI

A Mercedes-Benz festeja o início de 2018 nas vendas de vans com a linha Sprinter.

Na categoria de Comerciais Leves (3,5 a 5 toneladas de PBT), a marca aumentou sua participação de mercado, passando de 42% em janeiro de 2017, para 67% este ano.

Foram 300 unidades emplacadas, crescimento de 73% na comercialização dos modelos para o transporte de passageiro.

Segundo Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil, “os estados de São Paulo e Minas Gerais, além do Distrito Federal, foram os principais compradores de vans de passageiro Sprinter em janeiro”.

Ele explica que as aplicações que puxaram as vendas foram fretamento e turismo, “quando a marca realizou grandes negócios”.

No setor de Comercias Leves, a Mercedes emplacou de 572 unidades em janeiro de 2018, considerando todos os modelos de vans, furgões e chassi com cabina. A marca alcançou um crescimento de 54% em relação a idêntico período do ano passado no segmento de 3,5 a 5 toneladas de PBT (Peso Bruto Total).

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

4 comentários em Mercedes-Benz divulga aumento de 73% em vendas de Sprinter em janeiro

  1. Amigos, boa noite.

    Se a Sprinter tivesse câmbio automático e portas automáticas nos dois lados, venderia mais ainda.

    MBB, pense nesta sugestão.

    Att,

    Paulo Gil

    • É que vc está confundindo van com minivan. As minivans sim tem portas laterais automáticas. No caso da Sprinter, a porta lateral esquerda é opcional.

  2. espero Q o motor dessa sprinter 515 tenha melhorado pq das versões anteriores não presta de jeito nenhum e uma BOMBA ……..
    CARNIÇA……..

    • O único motor da Sprinter que não prestou foi o Maxion, isso lá na primeira versão da Sprinter. Já li vários comentários de pessoas que tem Sprinter e falam exatamente o contrário. Motores com 360 mil km, 600 mil km e sem maiores problemas.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: