Grande Vitória (ES) tem aumento na tarifa de ônibus após acordo que encerrou greve de 16 dias

Nova tarifa do sistema Transcol começou a valer neste domingo (14); reajuste foi anunciado na sexta-feira (12), após reunião do Conselho Gestor do Sistema de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (CGTran/GV).

ALEXANDRE PELEGI

Após 16 dias de paralisação, que terminou no dia 10 de janeiro após a justiça do Trabalho determinar reajuste de 3% nos salários dos empregados, na última sexta-feira (12), dois dias após, uma reunião do Conselho Gestor do Sistema de Transportes Públicos Urbanos de Passageiros da Região Metropolitana da Grande Vitória (CGTran/GV) decidiu aumentar o valor da tarifa do sistema Transcol.

O sistema Transcol responde pelo transporte coletivo integrado de estrutura tronco-alimentadora que funciona dentro da Região Metropolitana de Vitória. Com abrangência em 7 municípios, o sistema transporta mais de 17 milhões de passageiros/mês.

A nova tarifa de ônibus do sistema passou a valer neste domingo (14), na Grande Vitória, e passou a custar R$ 3,40. Um reajuste de 6,25% sobre a tarifa anterior, de R$ 3,20. Aos domingos, a tarifa com desconto passou a ser de R$ 2,95.

De acordo com o Governo do Estado do Espírito Santo, o reajuste foi necessário para cumprir o contrato de concessão do sistema, de 2014, que prevê reajustes anuais no mês de janeiro. Nos últimos 12 meses, a variação foi de 3% para salários; 14,91% para o diesel; e 6,61% para veículos.

Outras tarifas reajustadas:

Bike GV – serviço de ônibus para ciclistas, sofreu aumento e foi de R$1,60 para R$ 1,70.

Seletivo – linhas de Vila Velha, Cariacica e Viana, passaram de R$5,40 para R$ 5,70. As linhas da Serra, saltaram de R$ 5,90 para R$ 6,25. Já as linhas de Jacaraipe e Praia Grande, foram de R$ 6,25 para R$ 6,60.

SUBSÍDIO

O Governo do Estado vai manter o repasse do subsídio para o sistema, de cerca de R$ 110 milhões este ano. Somando aos repasses de 2015, 2016 e 2017, o total chegará a R$ 434 milhões de recursos públicos para equilibrar o valor da tarifa para os usuários do Transporte Coletivo da Grande Vitória.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: