Prazo para informar renda no Bilhete Único intermunicipal do Rio é ampliado

Só terão direito a integrações tarifárias, passageiros com renda mensal de até R$ 3 mil

ADAMO BAZANI

O Governo do Estado de Rio do Rio de Janeiro prorrogou até 23 de agosto o prazo para passageiros que utilizam o Bilhete Único Intermunicipal comprovarem renda mensal de até R$ 3 mil e continuarem com o benefício de integração tarifária.

A exigência que condiciona a integração à renda salarial foi criada no ano passado diante da crise financeira que sofre o Estado. Limitando o benefício, haverá menos pessoas fazendo a integração tarifária e o estado vai arcar com valores menores de subsídios às empresas de transporte público.

De acordo com as novas normas sobre a bilhetagem, quem possui renda superior a R$ 3 mil ou quem não fizer a declaração de renda até o dia 23 de agosto, continua usando o cartão, mas sem desconto, pagando a tarifa integral em cada meio de transporte utilizado.

Em nota, o Governo do Estado do Rio de Janeiro orienta os procedimentos para o comprador individual e para o empregador que compra créditos de vale-transporte

Caso o comprador de créditos seja o próprio titular do cartão, a informação de renda mensal deve ser realizada por autodeclaração. O usuário deve acessar o site da secretaria e clicar no banner “Declaração de renda do BUI”. Após efetuar o login, escolher a opção “Informar ou atualizar sua renda”.

Em seguida, o beneficiário deve cadastrar o seu rendimento e declarar que as informações prestadas são verdadeiras e atuais. Sempre que houver alteração da renda mensal, o cadastro deve ser atualizado.

No caso do empregador, no ato da compra dos créditos de vale-transporte, é preciso declarar o valor nominal da renda mensal do empregado. Após o login, o sistema direciona para a tela onde é possível selecionar o beneficiário do BUI, individualmente, para cadastro da renda.

O usuário que tiver mais de um empregador associado a um único cartão eletrônico terá as rendas individuais, que foram cadastradas pelos empregadores, somadas. Para ser contemplado com o benefício tarifário, essa soma não pode ultrapassar a renda mensal de R$ 3 mil. O contratante também fica responsável por atualizar a situação cadastral dos funcionários dispensados, em até 15 dias úteis, a contar da data da rescisão.

A Secretaria poderá conferir a veracidade dos dados cadastrais. Se constatadas irregularidades, o titular do BUI será convocado a prestar esclarecimentos. O autor das informações fornecidas, seja o titular do cartão ou o comprador de créditos, que concorrer com a prática de fraude às regras estará sujeito à responsabilização nas esferas administrativa, cível e criminal.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Prazo para informar renda no Bilhete Único intermunicipal do Rio é ampliado

  1. Amigos, boa noite.

    A economia de palito de fosforo e a base da porcaria.

    Agora uma coisa e certa, as pinturas dos buzoes do RJ, sao maravilhosas como a cidade.

    Observem que cores fortes, vivas e contrastantes.

    Da alegria de vet.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: