Greve de ônibus em Goiânia é adiada

Audiência no Tribunal Regional do Trabalho tentará definir percentuais de reajuste

ADAMO BAZANI

O Sindittransporte – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado de Goiás decidiu em assembleia neste domingo, 14 de maio de 2017, adiar por dez dias o início da greve de motoristas e cobradores que estava programada para esta segunda-feira, 15.

Na quinta-feira, 11 de maio, o desembargador Paulo Pimenta, do TRT -Tribunal Regional do Trabalho, atendendo a pedido da HP Transporte, proibiu a realização da greve.

Em nota o sindicato ainda diz que os trabalhadores aprovaram uma proposta do Ministério Público do Trabalho sobre antecipação da inflação do período nos salários.

Uma reunião uma audiência na justiça do trabalho será realizada nesta segunda-feira às 15h30 para tentar definir os percentuais de reajuste e evitar a greve.

Trabalhadores do transporte coletivo reunidos em assembleia geral, realizada na manhã de domingo, 14/05, decidiram suspender por 10 dias a greve que estava marcada para começar no dia 15 de maio.

Ajustiça do trabalho concedeu uma liminar suspendendo a greve e um interdito proibitório para a HP Transporte o que inviabiliza totalmente a greve.

A categoria também aprovou a proposta do Ministério Público do Trabalho que prevê a antecipação da inflação do período que é de 4,69% nos salários, gratificação e tíquete alimentação, retroativa a primeiro de março.

A decisão da categoria considerou a posição da justiça do trabalho e, ainda, a audiência na justiça do trabalho que está marcada para o dia 15 de maio, às 15hs30min, no TRT.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: