Empresários do Rio de Janeiro entram na Justiça por mais 32 centavos na tarifa

Empresas alegam que aumento é necessário para atender à exigência de prover toda a frota de ônibus com ar-condicionado até 2019

ALEXANDRE PELEGI

Os empresários de ônibus do Rio de Janeiro entram na Justiça com uma nova ação, desta feita por aumento de R$ 0,32 na passagem de ônibus .

A informação foi divulgada a hoje pelo colunista do jornal O Globo, Ancelmo Góis:

As empresas alegam ser este o valor necessário para que possam atender à exigência de prover toda a frota de ônibus com ar-condicionado até 2019. O advogado Paulo Cezar Filho, que representa as empresas, afirma que o valor foi calculado pela própria Prefeitura como necessário para que a melhoria se estendesse.

 

Para lembrar

A Secretaria municipal de Transportes da prefeitura do Rio de Janeiro analisa as conclusões de uma auditoria, contratada pelo Rio Ônibus e pelos consórcios da cidade, que prevê nova tarifa para os coletivos. O valor é de, pelo menos, R$ 5,30.

O estudo, feito pela empresa EY (antiga Ernest & Young), foi encomendado em 2013 para atender a uma cláusula do contrato com a prefeitura. Pelo contrato de concessão, formalizado em 2010, está determinado que devem ocorrer revisões periódicas nas tarifas, além dos reajustes anuais nas passagens. O objetivo é manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato.

O início do processo de revisão tarifária foi determinado, no final de abril, pela juíza Luciana Losada Albuquerque Lopes, da 8ª Vara de Fazenda Pública. A decisão se deu no mesmo processo em que o Ministério Público Estadual questiona por que toda frota não foi climatizada até o fim de 2016, como havia sido acordado.

Leia também: https://diariodotransporte.com.br/2017/05/01/alegando-prejuizos-empresas-de-onibus-do-rio-de-janeiro-querem-tarifa-de-r-530/

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Empresários do Rio de Janeiro entram na Justiça por mais 32 centavos na tarifa

  1. Amigos, boa noite.

    O Judiciario vai ter de adminitrar o pais dese jeito.

    Alias ele ja e o administrado do pais.

    A que ponto chegamos.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: