Alunos das redes federal e municipais ficam sem gratuidades nos transportes intermunicipais do Rio de Janeiro

Decisão é da Secretaria Estadual de Educação que só vai bancar gratuidades para quem for da sua rede

ADAMO BAZANI

Ao menos 27 mil estudantes das redes municipais e Federal que utilizam ônibus barcas e sistemas de trilhos em trajetos intermunicipais no Rio de Janeiro vão ficar sem gratuidade.

O benefício foi cortado pela Secretaria Estadual de Educação – Seeduc que bancava as passagens.

De acordo com a secretaria, o Estado, que está em crise econômica e de gestão, só vai manter as gratuidades para alunos da rede estadual.

No entanto, há uma interpretação de lei de 2005 que diz que os estudantes da rede pública de Ensino Fundamental e Médio dos municípios ou da União que, nos deslocamentos casa-escola-casa tenham de comprovadamente utilizar linhas de ônibus intermunicipais, poderiam se habilitar para receber os vales-educação.

A secretaria comunicou ao MEC –  Ministério da Educação e Cultura a decisão e pediu o ressarcimento dos valores pagos.

Ainda não houve resposta.

Entidades estudantis prometem protestar contra a medida.

 Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Alunos das redes federal e municipais ficam sem gratuidades nos transportes intermunicipais do Rio de Janeiro

  1. Leonardo Rocha // 6 de maio de 2017 às 16:47 // Responder

    É crise econômica por falta de gestão…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: