Prefeitura de SP organiza prêmio para motorista responsável

 

O que funciona melhor para levar os condutores a respeitarem as leis do trânsito: a fiscalização intensa ou a distribuição de prêmios como estímulo aos que respeitam as leis?

ALEXANDRE PELEGI

Multar ou estimular? O que funciona melhor para levar os condutores a respeitarem as leis do trânsito: a fiscalização intensa ou a distribuição de prêmios como estímulo aos que respeitam as leis?

A prefeitura de São Paulo, criticada por especialistas e estudiosos por ter colocado o aumento dos limites de velocidade nas marginais Tietê e Pinheiros como principal ação de marketing da gestão, decidiu reagir de um jeito inusitado: lançar um prêmio para os bons motoristas. Se o gesto vai sinalizar uma preocupação com a segurança viária, isso só o tempo dirá. O único jeito de medir é a redução dos índices de acidente.

Amante das ações de marketing, o prêmio idealizado pelo prefeito Doria já tem nome: “Motorista Legal”. O programa que a prefeitura está organizando pretende distribuir prêmios em dinheiro e produtos aos motoristas que ficarem por 12 meses sem receber nenhuma multa de trânsito. Os motoristas responsáveis concorrerão a sorteios de prêmios, mas para isso deverão fazer um cadastro na prefeitura.

Apostando no estímulo, ao invés da sanção, o secretário municipal de Transportes, Sergio Avelleda, parece ter se inspirado em iniciativas que viu em sua recente viagem a Seul, capital da Coreia do Sul. Mas a capital coreana, que enfrenta a letalidade no trânsito com uma série de medidas que pune o uso intensivo do carro, criou um programa para estimular o motorista a deixar seu carro em casa. Mesmo oferecendo estímulos como descontos em taxa municipal, pedágios e em combustível, a adesão não é alta. Ou seja, o rodízio compulsório ainda é muito mais eficiente que o rodízio voluntário, mesmo numa cidade que tem uma malha de transporte coletivo muito melhor e mais extensa que a de São Paulo.

Entretanto, é bom frisar que a ideia já era considerada pela equipe da secretaria de transportes e mobilidade antes da viagem à Seul.

Parece claro que tanto melhor será o motorista quanto menos multas ele tiver numa cidade em que a fiscalização é intensa, presente e constante. Logo, todo estímulo é bom, desde que acompanhado de uma série de medidas que desafie o motorista a ser a cada dia mais e mais responsável, dirigindo de forma defensiva.

O prêmio que a cidade espera é a redução significativa dos atropelamentos e das mortes provocadas pelo trânsito violento. E a se verificar nos recentes relatórios do Infosiga, do governo do Estado de SP, falta muito ainda para aspirarmos a uma situação de paz no trânsito.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

5 comentários em Prefeitura de SP organiza prêmio para motorista responsável

  1. Parece que esse plano, assim como outros, foram criados não por especialistas através de estudos de caso ou outras pesquisas, mas sim pela área de Marketing do prefeito. Depois de culpar o aumento da fiscalização pelo aumento de acidentes e mortes nas marginais, fica dificil achar que eles estão fazendo algo realmente sério na cidade.

  2. Amigos, bom dia.

    Sera muito mais eficiente e eficaz se a PMSP criar o programa “PAVIMENTACAO LEGAL DA PISTA DO BUZAO”.

    Ontem, dei um pequeno giro por Sampa e observei que as pessimas condicoes da pavimentacao da pista do buzao, infelizmente, nao e so no bairro que resido e imediacoes, e da cidade toda.

    Sugiro ao MKT da PMSP, rec8nsiderar esse premio.

    Sera muiiiiiiiito mais LEGAL para o buzao e para os 9assageiros contribuintes.

    Nada como premiar os motoristas, mas desde que a licao de casa seja bem feita.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Apenas ações de marketing, pois querer “premiar” motoristas por algo que é OBRIGAÇÃO, só aqui mesmo…

    Isso é só uma clara tentativa de mascarar os dados e “forçar” a redução dos acidentes, pois muitos que aderirem, só o farão por causa do prémio, não por RESPONSABILIDADE E CONSCIENCIA que é estar no comando de uma máquina que pesa toneladas e pode matar.

    E da onde vai sair esse dinheiro do premio mesmo? Dos impostos da maioria dos cidadãos que se deslocam a pé e de transporte publico que o PSDB não investe como fez Seul.

    Os 1,5km de metrô por ano em 25 anos de PSDB mandam abraços . . .

  4. Só pode ser piada.

  5. O cara tá tentando fazer alguma coisa e o espírito de porco do brasileiro aparece para criticar. Tudo aqui é um lixo afinal…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: