Trânsito de Salvador tem mais de duas mil multas por dia

Transalvador revela que a lei de trânsito mais desrespeitada pelos baianos é a que proíbe transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%.

ALEXANDRE PELEGI

Os dados são da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador): somente nos primeiros meses do ano foram aplicadas mais de 213 mil multas, o que engordou os cofres da prefeitura em mais de R$ 7 milhões.

Pelo visto, a indústria das infrações tem sido a maior aliada da propalada “indústria das multas” em Salvador. Como multa não se inventa, apenas reflete o mau comportamento dos motoristas, os infratores baianos não podem reclamar.

Para se ter ideia do risco que maus motoristas oferecem à cidade, a Transalvador revela que a lei de trânsito mais desrespeitada pelos baianos é a que proíbe transitar em velocidade superior à máxima permitida em até 20%. Do total de multas registradas no 1º trimestre do ano, mais de 109 mil foram registradas nesta categoria, mais da metade.

Em segundo lugar está o desrespeito ao transporte coletivo: transitar na via de trânsito exclusiva para transporte público foi a lei mais infringida pelos motoristas baianos, seguida da lei de trânsito que penaliza quem avança o sinal vermelho do semáforo.

Os argumentos dos infratores continuam os mesmos dos de qualquer cidade brasileira, onde o desrespeito às leis de trânsito tornou-se prática comum: os culpados são sempre os radares, colocados com a única intenção de amealhar recursos para a prefeitura. O motorista, este sempre é uma vítima, mesmo quando coloca em risco a vida de outros cidadãos…

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: