Temer garante apoio financeiro para retomar VLT de Cuiabá

Temer reunido com autoridades de Mato Grosso: R$ 600 milhões para conclusão - Foto: Gcom-MT/Mayke Toscano

O Governo de Mato Grosso anunciou nesta terça-feira (21) em seu site que as obras do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) em Cuiabá e Várzea Grande, paralisadas por decisão judicial, serão retomadas. A informação partiu do governador Pedro Taques e do secretário das Cidades, Wilson Santos, que estiveram reunidos com o presidente da República, Michel Temer. Segundo o site do governo estadual o governador Taques pediu o apoio de Temer para a articulação de uma nova linha de crédito junto à Caixa Econômica Federal. O valor: aproximadamente R$ 600 milhões, o que falta para concluir a obra.

A pedido do presidente Michel Temer o governador foi recebido pelo presidente da CEF, Gilberto Roque, e pelo vice-presidente, Roberto Dezirê Santana, e ouviu que “a ordem é atender Mato Grosso”.

O portal oficial destaca o entusiasmo do governador do Mato Grosso: “Estivemos na Caixa Econômica após várias reuniões de articulação em Brasília e, com o aval do presidente Michel Temer hoje, devemos retomar em breve a obra do VLT por meio de uma nova linha de crédito com a Caixa. Estamos nas tratativas finais de um acordo com o Consórcio responsável e temos uma equipe do Governo focada somente nisso. É uma obra muito importante para Mato Grosso e um compromisso nosso de que daremos continuidade”, disse Pedro Taques.

De acordo com o secretário das Cidades, Wilson Santos, a obra tem tudo para ser retomada já nos próximos meses.

A obra do VLT, com um total de 22 quilômetros entre Cuiabá e Várzea Grande, foi paralisada por determinação judicial. Desde então, o governador Pedro Taques e a Secretaria das Cidades mantiveram reuniões com o Consórcio VLT e várias outras em Brasília em busca de um acordo e de respaldo financeiro para a conclusão da obra.

“Vamos terminar o VLT, mas não vamos jogar o lixo para debaixo do tapete, como dissemos desde o primeiro dia de Governo. Contratamos, com respaldo judicial, a consultoria da KPMG para nos falar quanto foi gasto, em que foi gasto, quanto ainda precisa e qual o modelo de operação. Conseguimos diminuir o valor que ainda resta para pagamento e precisamos de dinheiro da União para concluir. Temos espaço orçamentário para adquirirmos essa operação e tudo nos leva a crer que em breve daremos início”, garantiu o governador.

Uma nova reunião deve ocorrer ainda esta semana na Caixa Econômica Federal, em que será feita a avaliação de risco de Mato Grosso para a aquisição de nova linha de crédito e, em breve, o contrato poderá ser assinado.

1 comentário em Temer garante apoio financeiro para retomar VLT de Cuiabá

  1. Amigos, boa noite.

    Um governo que assume sem saber o qie assumiu, ja comecou muito mal.

    Para que serve toda a estrutura administrativa de um governo estadial ???

    Duvido que nao tenha pessoal efetivo com CRC, para elaborar essas contonhas.

    Contratar consultoria mais desperdicio de dinheiro do contribuinte.

    A Uniao coryou os gastos mas o desperdicio do dinheiro do controbuinte continua a ser desperdicado a pleno vapor.

    Esse VLT de Cuiaba, antes de mais nada precisa de um laudo pericial, do CREA, UFMG, IPT, POLITECNICA, FALCAO BAUER, e demais instituicoes com competencia tecnica para primeiro atestar a viabilidade tecn7ca e economica desse faraonico projeto.

    Ai sim se os laudos das instotuicoes fosse favoravel, ai sim a Uniao podetia liberar o donheiro do contribuinte.

    Mas contonua tudo dantes no quartel de Abrantes.

    Obs.: Nao tenho nada contra VLT, BONDE ou AEROTREM, mas sem viabilidade tecnica e economica devidamente atestada eu sou CONTRA, bem como contra obras farapnicas.

    So resolvem prpblemas com donheiro, ate eu que sou mais bobinho.

    Sr. Lerner mais um caso de acumpuntura seguido de uns 10 dias de UTI.

    Sr. Lerner, da uma luz nesse VLT de Cuiaba.

    Nessa tumba, tem GATO.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: