CET desmente boatos da internet e diz que rodízio de veículos não muda

Placas, dias e área de rodízio não mudam, diz CET.

De acordo com Companhia de Engenharia de Tráfego esquema e região de limitação de placas continuam os mesmos

ADAMO BAZANI

A CET – Companhia de Engenharia de Tráfego afirmou na manhã desta terça-feira, 21 de março de 2017, que são mentirosas as informações sobre uma eventual a ampliação da área de rodízio municipal de veículos na capital paulista.

Segundo a companhia, circularam notícias falsas na internet, principalmente, em redes sociais sobre a mudança.

A CET informa que não haverá ampliação da zona de rodízio de veículos na capital.

As mensagens que estão circulando pela internet sobre uma possível alteração não são verdadeiras. – diz nota.

As restrições de acordo com o final da placa continuam no chamado “centro expandido” , conforme ilustração

rodizio

Os dias e os finais das placas também não foram alterados:

Segunda-feira: 1 e 2

Terça-feira: 3 e 4

Quarta-feira: 5 e 6

Quinta-feira: 7 e 8

Sexta-feira: 9 e 0

Os horários são: das 7 às 10 horas e das 17 às 20 horas.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

6 comentários em CET desmente boatos da internet e diz que rodízio de veículos não muda

  1. Olimpio Alvares A propósito, estava na hora de mexer nesse programa desequilibrado e elitista de Rodízio, que favorece quem tem meios para flexibilização de horários e/ou quem tem mais de um carro disponível. Um programa tecnicamente adequado e justo de restrição de uso do veículo individual – que é a principal causa do caos da mobilidade urbana – é aquele que onera o uso do sistema viário congestionado pelo transporte individual poluente, com tarifas de uso flexíveis, progressivas e diferenciadas, proporcionais ao seu potencial poluidor e incide somente nos trechos e horários onde esses encontram-se congestionados. O monitoramento eletrônico, de baixo custo atualmente, permite o registro seguro da presença de um dado veículo num dado trecho e num dado horário. Esse registro de uso do sistema viário congestionado dá origem a uma cobrança recolhida dos usuários de automóveis, como se fora uma “conta de luz” ao final de cada mês, cujo valor é obrigatoriamente transferido para o financiamento da melhoria da qualidade e aumento da oferta do transporte público local. Para o usuário médio, estamos falando de uma conta ao final do mês de cem reais pelo direito de uso diário do viário congestionado. Numa cidade como São Paulo, isso representaria uma receita de cinco bilhões de reais por ano, em dez anos cinquenta bilhões de reais de investimento garantido para o transporte público. Isso significa menos carros nas ruas, e ao mesmo tempo, mais fluidez, mais oferta, mais qualidade e mais conforto do transporte público. O que esse Rodízio do transporte (individual) já fez pelo transporte público (social) até hoje? Com um programa de restrição avançado que olhe para o futuro, há uma convergência com a necessidade de equidade social no uso do sistema viário, onde os causadores do caos da mobilidade urbana financiam a solução do problema que eles mesmos criaram. Este é o conceito do PUI – Pedágio Urbano Inteligente.

    • William de Jesus Santos // 21 de março de 2017 às 21:39 // Responder

      É por pensamentos como o seu que o país não vai pra frente! Só sabem reclamar e dizer que é pra prejudicar o pobre. Ué, se não tem rodizio a cidade nao anda, se tem é porque querem favorecer os ricos. Para de reclamar! Andar um dia de busão não mata ninguém, alias com o trânsito que essa cidade tem, é provavel que você chegue mais cedo indo de transporte públco, fora a economia que você tem com gasolina e manutenção!!

  2. Sem noçao……….vc querer punir o usuário do veiculo, ele tera que pagar 2 vezes para usar o solo, ja paga Ipva que era para ser privisiorio…….vai achando se criar uma taxa sera investida nos transportes, vai sonhando….até o seu deposito do inss eles tiram para outras areas e para o bolso deles…..mas é bom sonhar nao mata ninguém

  3. Boa noite mas tem uma informação e qui vai aumentar a ária do rodízio é verdade

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: