Ministério Público abre inquérito para investigar aumento de tarifa de ônibus em Curitiba

Pedido foi feito por deputado que foi derrotado nas eleições municipais e que diz que o aumento precisa ser melhor explicado

ADAMO BAZANI

O Ministério Público do Paraná investiga o reajuste da passagem de ônibus de Curitiba, que subiu no último dia 6 de fevereiro, de R$ 3,70 para R$ 4,25.

O pedido de investigação foi feito pelo deputado Ney Leprevost, candidato derrotado à prefeitura nas últimas eleições municipais de Curitiba, e foi formalizado no dia 14 de fevereiro e, no dia 20, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Curitiba instaurou o procedimento.

O Ministério Público quer que ainda no início deste mês, a Urbs – Urbanização de Curitiba S.A., responsável pelo gerenciamento do transporte público, apresente as justificativas e o procedimento que culminaram no aumento da tarifa.

17022092_1127844367338530_6408245569911240016_n

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná havia no dia 13 de fevereiro suspendido o reajuste. No entanto, após ação da Procuradoria Geral do Município, em 16 de fevereiro, a Justiça autorizou o aumento.

O Ministério Público também quer detalhes do Tribunal de Contas sobre os motivos que fizeram o órgão decidir pelo pela suspensão do aumento.

O prefeito Rafael Greca publicou em redes sociais um gráfico mostrando os custos de operação e de manutenção do sistema, mas o material foi considerado insuficiente para esclarecimentos à população.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes