Tarifa de ônibus vai para R$ 4,20 neste domingo em São Bernardo do Campo

Vale-transporte passa a custar R$ 4,50

ADAMO BAZANI

A partir deste domingo, 26 de fevereiro de 2017, os passageiros de ônibus municipais em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, passam a pagar R$ 4,20.

O valor de R$ 3,80 estava vigorando desde janeiro de 2016.

A prefeitura diz que o aumento é necessário para recompor os custos de operação dos transportes que aumentaram ao longo do ano, como salários dos motoristas e cobradores, diesel, lubrificante, pneus e gastos administrativos.

O vale transporte pago pelos empregadores passa a ser de R$ 4,50.

Todos os serviços municipais são operados pela SB Trans.

No início deste mês, houve atraso no pagamento dos salários porque empresa alegava dificuldades justamente por não ter os aumentos dos custos recompostos.

São Bernardo do Campo é a segunda cidade a manter aumento de tarifa neste ano.

Santo André já cobra R$ 4,20 nos ônibus municipais.

Houve aumento também nas tarifas municipais de São Caetano do Sul e em Mauá, mas os prefeitos que assumiram as administrações revogaram os reajustes.

Em São Caetano, ainda não há definição sobre o novo valor. Em Mauá, o prefeito Atila Jacomussi revisa as planilhas apresentadas pela operadora Suzantur.

Em Diadema, o prefeito Lauro Michels, também estuda aumento da tarifa.

Em Ribeirão Pires o reajuste ocorreu em novembro e em Rio Grande da Serra ainda não há previsão.

decretro-sbc

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

5 comentários em Tarifa de ônibus vai para R$ 4,20 neste domingo em São Bernardo do Campo

  1. Boa tarde a todos!

    Como administrador, entendo que reajustes tarifários, se fazem necessário, tendo em vista o aumento dos custos administrativos e operacionais.

    Porém, no caso de São Bernardo do Campo, penso ser um descaso com a população, pois a qualidade da operadora SBC Trans vem caindo continuamente, com a falta de renovação da frota, quantidade insuficiente nos horários de maior demanda e veículos aquém da necessidade (micros em linhas com demanda de convencional e frota com mais de 15 anos de uso – 19 anos em alguns casos).

    É a única cidade, do ABCD, que não possui um aplicativo (como o Cittamobi), para acompanharmos a chegada dos veículos (temos em SBC, por conta das operadoras Mobibrasil e Urubupungá).

    E, amigos, o principal é: NÃO RETIRARAM OS COBRADORES, CONSIDERADOS “CUSTOS” PARA COMPANHIA? ENTÃO HÁ RECURSOS PARA MANTEREM OU BAIXAREM AS TARIFAS, OU MESMO INVESTIREM MUITO MAIS EM QUALIDADE, algo que não será feito com certeza… Teremos um 2017, similar a 2010, 2011, quando os cobradores existiam em suas linhas.

    Esta redução na folha de pagamento não impactará positivamente aos usuários, pois se depender da Sra. Beatriz Setti Braga e sua diretoria, a população continuará a ser transportada como gado…

    Ah, e de quebra, ainda explorarão o empresariado da cidade, exigindo uma tarifa de R$ 4,50 o que aumentará mais ainda a arrecadação, pois boa parte dos usuários, utilizam o Cartão Legal VT.

    Lamentável atitude, por parte da Prefeitura e da Concessionária.

    Att,

    GERSON CARVALHO
    Administrador de Empresas e Bancário.

  2. Desculpa furada para aumentar os lucros, mandou todos os cobradores pra rua e nao tem dinheiro ….cambada de gananciosos por isso nao ando de onibus Municipal…pagar 4,20 pra andar 5 km…..é um roubo…uso meu carro msm…gasto menos

  3. Ivan Ribeiro Silva // 26 de Fevereiro de 2017 às 18:45 // Responder

    Acredito ser um absurdo aumentar a tarifa em Sao Bernardo, ja que retiraram os cobradores de quase todas as linhas, onibus com mais de quinze anos rodando, atrasos e quebras constantes, enfim, um descaso com a populacao.

  4. Pois é. Acho estranho no corpo da matéria falarem de gastos com cobradores. Quais?
    A SBC Trans está muito ruim a uns 4 anos no mínimo, e só vem piorando. O mesmo está acontecendo com a METRA, desde que a Sra. Beatriz comprou a empresa dos tróleibus, só vem piorando. Infelizmente o transporte público como um todo está longe de ser satisfatório. E o pior é o monopólio, São Bernardo do Campo é uma cidade muito grande para apenas uma empresa municipal. A prefeitura de SBC deveria fazer como São Paulo, ter algumas cooperativas no transporte público, aí sim, pode ser que a Sra. Beatriz se incomode e comece investir em qualidade nas suas empresas de transporte coletivo.

  5. De Uber está mais barato e da pra levar a família toda!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: