Rio Branco aprova lei que autoriza subsídios de até 50% da tarifa de ônibus

Com a medida, prefeitura quer reduzir tarifa e atrair mais pessoas para o transporte público

ADAMO BAZANI

Enquanto diversas cidades querem cortar os financiamentos às tarifas de ônibus, a prefeitura de Rio Branco, no Acre, sancionou lei que permite subsídios de até 50% sobre o valor da tarifa vigente.

Pela lei publicada no Diário Oficial do Acre desta quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017, o município pode cobrir até 50% da tarifa para os estudantes e até 10% da passagem para os usuários comuns.

De acordo com a lei 2224, a prefeitura pode pagar R$ 0,30 no valor da tarifa cheia de R$ 3,80.

Com isso, os passageiros desembolsariam R$ 3,50 para viajar.

No caso da tarifa dos estudantes, em vez de R$ 1,90, a cobrança seria de R$ 1.

Os recursos seriam de dotações orçamentárias próprias e, se faltasse dinheiro, os subsídios poderiam ser complementados com remanejamentos dentro da lei.

De acordo com a publicação no Diário Oficial, o objetivo é reduzir o valor da passagem paga pelos usuários e com isso, atrair mais pessoas para o transporte público.

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Rio Branco – RBTrans será responsável pela apuração do número de passageiros beneficiados e o quanto cada empresa deverá receber.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes