Greca detalha tarifa de ônibus após questionamento de TCE em sua página em rede social

Prefeito divulgou infográfico depois de um dia do Tribunal de Contas do Estado do Paraná decidir pela suspensão do aumento da tarifa de ônibus de Curitiba de R$ 3,70 para R$ 4,25 e alegar que há suspeitas de falta de transparência no reajuste

ADAMO BAZANI

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, publicou em sua conta do Facebook, um infográfico com o título “Saiba onde vai cada centavo de sua passagem”.

De acordo com o material, o maior custo em relação a salários com 53,77% (ou R$ 2,28) de peso na tarifa.

Em seguida, com 15,53% aparece o custo com Combustíveis e Lubrificantes (R$ 0,66).

greca-tarifas

Os valores foram baseados sobre a tarifa técnica, que ainda está em R$ 3,66, e é o valor recebido pelas empresas a cada passageiro transportado. Esta tarifa ainda não foi reajustada.

A prefeitura ainda não deu um parecer sobre a determinação do Tribunal de Contas de suspender o reajuste. O órgão questionou a transparência do processo de aumento.

Rafael Greca, na mesma publicação, promete renovação de Frota municipal e também a volta da RIT – Rede Integrada de Transportes com a região metropolitana, que já tinha sido anunciada.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Greca detalha tarifa de ônibus após questionamento de TCE em sua página em rede social

  1. Nada de novo na composição dos custos. O absurdo está em pagar por passageiro transportado. Em sistema de transporte passageiro é receita e, não, custo! Isso até já foi objeto de publicação nesse site.

  2. Cade os calculos?? Qtdde diesel gasto por veiculo x preco do diesel, qtd de gratuidade divido pelo numero de pagantes, media de salarios pagos divide pela receita das tarifas…isso que é transparência…inventar um grafico com numeros irreais, qlqr um faz…,o que precisa é provar os numeros…cadê os calculos???

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: