Sem dinheiro, Palmas corta subsídios ao sistema de transportes

Ônibus em Palmas. Investimentos devem ser reduzidos com fim prático da tarifa técnica.

Valor da passagem para usuário vai subir cinco centavos. Tarifa técnica de R$ 3,13 passa a ter o mesmo valor da tarifa social: R$ 3,00

ADAMO BAZANI

Em dificuldades financeiras e para contenção de gastos, a prefeitura de Palmas, em Tocantins, vai reduzir o valor da tarifa técnica paga às empresas de ônibus por passageiro transportado de R$ 3,13 para R$ 3. Já a passagem paga pelo usuário que era de R$ 2,95 vai subir para R$ 3.

Assim, na prática, a tarifa técnica terá o mesmo valor da tarifa social, o que significa dizer que a prefeitura de Palmas cortou os subsídios ao transporte coletivo.

A decisão foi tomada na última sexta-feira, 15 de abril, pelo Conselho Municipal de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte – CMAMT.

A medida entra em vigor em torno de 90 dias.

Em nota da prefeitura, o presidente do CMAMT, e secretário de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte, Christian Zini, disse que com a mudança o Seturb, sindicato das empresas, vai garantir correção salarial, mas prevê queda de investimentos no sistema.

“Com essa decisão o Seturb poderá garantir a correção de 11,68 % na data base dos salários dos funcionários. Deixaremos de ter alguns investimentos como ampliação da quilometragem e, neste momento, não haverá compra de novos ônibus, até porque o momento exige cautela. Mas ainda assim, continuaremos primando pela qualidade dos serviços, com eficiência e economia”

O Seturb não se pronunciou oficialmente.

“Palmas hoje conta com uma frota de 220 veículos, sendo 71 novos e com ar-condicionado e 12 veículos reservas. A frota operante é 100% acessível, ou seja, possui elevadores de acessibilidade. Os veículos têm uma média de três anos de uso.” – acrescenta a prefeitura em nota.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: