EMTU começa instalação de cobertura do novo terminal em Osasco para o corredor Itapevi São Paulo

Ônibus intermunicipal. Corredor deve facilitar deslocamentos entre Itapevi e São Paulo.

Área total será de 16800 m². Corredor já deveria ter sido entregue em 2014, depois nova previsão foi para 2016 e agora é 2017

ADAMO BAZANI

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos informou que deu início às obras para instalação de cobertura do novo terminal KM 21 Osasco, que faz parte do Corredor Metropolitano Itapevi/São Paulo.

Segundo a empresa gerenciadora dos transportes metropolitanos, o terminal terá área de 16.800m². “Serão utilizados 20 módulos de 29 X 29 metros, com peso líquido de 20 toneladas cada um. Para o içamento a construtora está utilizando um guindaste modelo GMK 5225, com capacidade para 170 toneladas.”

Apesar de as obras estarem agora avançando, o corredor Metropolitano Itapevi/São Paulo deverá ser entregue com três anos de atraso.

A primeira data prometida pelo Governo do Estado de São Paulo foi em 2014. Depois foi mudada para 2016 e agora previsão é para 2017.

No total, o Corredor Itapevi – São Paulo deve ter 23,9 quilômetros e atender 90 mil pessoas por dia.

O corredor passará pelos municípios de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba, Osasco e São Paulo, ligando o futuro Terminal Itapevi, próximo à estação da CPTM, ao Terminal Vila Yara, no limite entre Osasco e São Paulo.

Haverá integração física com Linha 4 – Amarela do Metrô (Estação Butantã) e Estações Itapevi e Jandira da Linha 8 – Diamante da CPTM.

Na semana passada, a EMTU conseguiu da CETESB licença ambiental para o trecho de 7,6 quilômetros entre KM 21 Osasco e Vila Yara, no limite com a capital paulista.

As obras, entretanto, só devem ser licitadas no segundo semestre.

O corredor terá os seguintes trechos:

– Itapevi-Jandira: 5 quilômetros entre as cidades de Itapevi e Jandira, fazendo a interligação das estações da CPTM Itapevi, Engenheiro Cardoso, Sagrado Coração e Jandira. – 10 mil passageiros por dia. Serão construídos o Terminal Itapevi, três estações de transferência, sete estações de embarque e desembarque, um viaduto e uma passarela sobre a via férrea.  Diminuição do tempo de viagem em 20%

– Jandira-Carapicuíba: 8,8 quilômetros e atenderá 33 mil usuários/dia. Além do viário, faz parte desse trecho o Terminal Carapicuíba, uma estação de transferência (Barueri) e oito estações de embarque / desembarque.

– Carapicuíba – Osasco Km 21: 2,2 quilômetros. Estão previstos o Terminal KM 21 que terá integração física com a CPTM, duas estações de embarque e desembarque, um viaduto em Carapicuíba e alças de acesso.

– Osasco km 21 – Terminal Vila Yara: 7,6 quilômetros. Readequação do Terminal de Integração Vila Yara e 10 estações de embarque e desembarque. A estimativa neste trecho é de que sejam transportados 90 mil usuários por dia, considerando todo o Corredor Metropolitano Itapevi – São Paulo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em EMTU começa instalação de cobertura do novo terminal em Osasco para o corredor Itapevi São Paulo

  1. Bruno Quintiliano // 31 de março de 2016 às 14:04 // Responder

    O governo divulga integração física com a linha 4 amarela, mas isso está muito longe da realidade, tem a corifeu e a vital Brasil separando o corredor do metrô…

  2. Corredores da EMTU igual da prefeitura com puxadinho, piada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: