Brasil e Alemanha assinam acordo para capacitar empresário de ônibus a ter veículos elétricos

Brasil deve receber da Alemanha conhecimento para gestão de frotas de ônibus elétricos e híbridos.

Ministério alemão vai destinar cinco milhões de euros para infraestrutura e produção local para carros de passeio também

ADAMO BAZANI

O Ministério de Cooperação Internacional e Desenvolvimento Econômico da Alemanha – BMZ  vai liberar pelos próximos quatro anos, cinco de euros para incentivar a produção de veículos elétricos e instalação de infraestrutura de pontos de recarga no Brasil.

Os dois países assinaram na última semana um acordo de cooperação técnica envolvendo o órgão alemão e o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior do Brasil – MDIC.

Além de incentivar a produção de veículos localmente, o acordo tem como principal objetivo oferecer infraestrutura para quem adquirir um veículo elétrico.

Hoje no Brasil alguns carros de passeio já são comercializados, mas o motorista não encontra pontos de recarga pelas cidades, só podendo preencher as baterias em casa.

Com a cooperação também devem ser criadas linhas de financiamento para a disseminação das novas tecnologias.

TRANSPORTE PÚBLICO E CAPACITAÇÃO:

O acordo entre Brasil e Alemanha também visa estimular a energia elétrica para o transporte público sobre pneus, especialmente, ônibus.

Além de prever pontos de recarga públicos que possam ser divididos entre várias empresas de ônibus e operadores de veículos comerciais de carga, parte dos cinco milhões de euros será para capacitar frotistas públicos ou privados para a gestão adequada de frota de ônibus elétricos.

“Dentre as ações previstas para o projeto de cooperação técnica, destaca-se criação de diretrizes para linhas de financiamento, apoio à disseminação de tecnologias inovadoras, bem como consultoria ao governo brasileiro, associações e representações do setor privado sobre a gestão da frota de veículos elétricos e híbridos.” – diz nota do Ministério do Desenvolvimento.

Na nota, a diretora do Departamento de Indústrias para a Mobilidade e Logística do MDIC, Margarete Gandini, explica porque o acordo com país europeu.

“A Alemanha já possui know-how em tecnologias de propulsão mais eficientes. A contribuição deles vai ser de extrema importância para o desenvolvimento de políticas públicas e criação de novos modelos de negócios”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

2 comentários em Brasil e Alemanha assinam acordo para capacitar empresário de ônibus a ter veículos elétricos

  1. Tem que entrar em vigor e utilizar em SP, espero que não fique só no papel.

  2. Sinceramente não posso entender porque o Brasil precisa fazer um acordo com a Alemanha para capacitar os operadores brasileiros a operarem com ônibus elétricos se no Brasil, aqui em São Paulo temos dois operadores que já fazem transporte com ônibus elétricos, trólebus, híbridos e elétricos puros, há muito tempo? Estou me refererindo a empresa METRA e a AMBIENTAL que operam com troleibus. Também não entendo porque um Ministério promove uma discussão desse tipo ignorando a atuação dessas empresas, todo o conhecimento e experiencia acumulados, sem as convidarem para participar dessa discussão. Capacitar, no meu entendimento visa criar condições para o desenvolvimento, no caso de capacidade técnica operacional para transportar passageiros com aquela tecnologia que se pretende ver dominante no transporte de massas de modo a qualifica-lo como um transporte limpo e sustentável.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: