Scania destaca biarticulado em feira de Transportes no México e quer aumentar participação nos segmentos de ônibus de alta capacidade na América Latina

Ônibus biarticulado é aposta das Scania para crescer junto com BRTs na América Latina.

Empresa também exibiu pacote tecnologia para gestão

ADAMO BAZANI

A Scania quer aumentar a participação da marca em sistemas de corredores de ônibus de maior capacidade, os BRTs, em toda a América Latina.

Os corredores de ônibus são apontados como soluções simples, de baixo custo e de rápida implantação para sistemas de transportes de média demanda e se tornam partes da solução para a mobilidade em diversas cidades.

De acordo com levantamento UITP – União Internacional dos Transportes Públicos, ao menos 200 cidades em todo o mundo contam com corredores que tem plenas características de BRT – Bus Rapid Transit – corredores exclusivos com menor interferência possível do tráfego de outros veículos em cruzamentos, com preferência nos semáforos, estações de embarque e desembarque com piso no mesmo nível do assoalho do ônibus, pontos ultrapassagem entre os ônibus e sistemas modernos de gestão e operação.

A Scania é uma das montadoras mundiais que aposta no crescimento dos sistemas de BRT e não quer perder o momento da expansão destas estruturas na América Latina.

Em outubro do ano passado, a fabricante lançou no Brasil um produto já conhecido em alguns países da região, como México e Colômbia, o modelo Scania F 360 HA, biarticulado da marca com motor dianteiro.  Até então, no Brasil, somente a Volvo apresentava ônibus de 25 a 28 metros de comprimento.

Na Expo Foro 2016, feira realizada na semana passada no México, dedicada aos transportes Coletivos, a Scania destacou o modelo como solução de mobilidade.

A montadora enfatizou que o ônibus biarticulado transporta em torno de 300 pessoas, podendo retirar de uma só vez 150 carros das ruas, levando em consideração que a média de ocupação dos carros em todo mundo é de duas pessoas por veículo.

Relembre o lançamento no Brasil em: http://wp.me/p18rvS-5fX

Scania K440 também é outro produto para a América Latina.

Também testado no Brasil, onde um veículo feito na Suécia e Polônia circulou em cidades como São Paulo, e já presente em parte da América Latina, o ônibus a gás natural da Scania também foi outro destaque da montadora na feira. O K280 4X2 pode ser encontrado em sistemas, por exemplo, na Colômbia.

Para o segmento de ônibus rodoviários, a montadora exibiu o K440 nas versões de 2 ou 4 eixos.

De acordo com o diretor geral da Scania no México, Enrique Enrich, outra solução apresentada pela empresa foi um sistema chamado Scania Communicator, que permite por conexão de internet acesso em tempo real às operações dos ônibus permitindo assim monitoramento do desempenho da frota e também do rendimento de cada veículo.

Adamo Bazani,  jornalista especializado em transportes

6 comentários em Scania destaca biarticulado em feira de Transportes no México e quer aumentar participação nos segmentos de ônibus de alta capacidade na América Latina

  1. Este ônibus da Scania são caros e bons, deveriam rodar nas linhas 4310 e 4313 da VIP que em alguns horários já não estão dando conta, mesmo com os articulados.

  2. Aqui em São Paulo/SP a Scania não entra com esse tipo de veiculo, uma porque o chassi é piso alto e só é permitido chassis de piso baixo circularem em corredores e outra que ás empresas estão focando somente em superarticulado devido ao baixo custo operacional, inclusive uma cláusula da licitação dos transportes aponta preferencia pelo superarticulado. A Scania está testando na cidade de Maringá-PR um superarticulado piso auto de 23 metros com radiador na traseira, mas pelo visto sem previsão de lançamento.

    A unica forma da Scania conseguir pelo menos colocar seus carros novamente para serem testamos nas grandes empresas aqui em São Paulo/SP é lançar um superarticulado piso-baixo com um novo motor de boa potencia, não o antigo K310, caso contrario ela só vai vender os modelos tocos como os F250, K250, K270 a etanol e K310 e continuar ocupando a ultima posição em participação no mercado de transportes coletivos em São Paulo/SP.

    • O Adamo pode responder melhor, mas a Scania tem sim veículos piso-baixo, basta pesquisar no Google :).

      O que viu ai nas fotos são os veículos NeoBus, geralmente eles são piso-alto. Não me lembro de um NeoBus piso-baixo. Mas pesquisando aqui, achei e vi que eles tem um low-floor no catálogo. Só não tem no catálogo deles ainda.

  3. Bacana, mas em SP como não tem corredor BRT decente sem chance.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: