Empresa de ônibus reduz tarifa em até 14% para combater transporte clandestino

Ônibus da G20 Transportes. Empresa diz que concorrência com piratas impede plano de renovação de frota.

Valor ficou ainda que o praticado antes do reajuste. Empresa espera recuperar 3 mil passageirios

ADAMO BAZANI

Uma companhia de ônibus de linhas interestaduais urbanas resolveu adotar uma prática de mercado ainda pouco utilizada entre empresas deste segmento de serviços: reduzir a tarifa para combater o transporte clandestino.

Desde esta terça-feira, 8 de março de 2016, a G20 Transportes tem praticado tarifas mais baixas. A passagem da linha Luziânia/Taguatinga foi de R$ 6,55 para R$ 5,35, queda de 11,7%. Já a tarifa da ligação Luziânia/Plano Piloto foi reduzida em 14,6%, passando de R$ 5,85 para R$ 5 . O valor é menor que antes do último reajuste em 21 de fevereiro. Até então, a passagem era de R$ 5,20.

Na ocasião, a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres autorizou o reajuste de 10,67% nas tarifas de 54 linhas do entorno do Distrito Federal, com base no aumento de custos para operação.

A tarifa reduzida vai ser aplicada pelos próximos três meses. Com a medida, a empresa espera aumentar em 30% o número de passageiros. Segundo ainda a companhia, foram perdidos por causa do transporte pirata em torno de 3 mil passageiros nestas linhas, impossibilitando os planos de renovação da frota da empresa que é considerada bastante antiga.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Empresa de ônibus reduz tarifa em até 14% para combater transporte clandestino

  1. Adamo bastante antiga, pela fota bota bastante antiga nisso, aqui na cidade de SP temos também uma empresa que gosta de rodar com frotas bastante antigas a VIP a garagem e quase que um museu do ônibus,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: