Funcionários dos transportes e empresas de ônibus de Curitiba e Região Metropolitana entram em acordo

Publicado em: 29 de fevereiro de 2016

onibus

Agora, com os valores de salários e benefícios, prefeitura de Curitiba deve definir tarifa-técnica.

Reajuste salarial será pela inflação e vale-alimentação teve aumento de 20%

ADAMO BAZANI

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano e Metropolitano de Passageiros de Curitiba e Região Metropolitana e o Sindimoc- Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana entraram em consenso sobre o reajuste salarial e de direitos trabalhistas.

O acordo já foi assinado entre patrões e trabalhadores e vai ser encaminhado para a Justiça do Trabalho que tem dissídio Coletivo para esta terça-feira, 1º de março de 2016. A sessão deve ser apenas para a formalização do deste acordo.

Os salários dos motoristas e cobradores terão reajuste de 11,3%, índice correspondente à inflação acumulada entre fevereiro de 2015 e janeiro de 2016. Assim, um motorista de ônibus em Curitiba passa a receber R$ 2201 e um cobrador, R$ 1246.

O Vale-Alimentação era um dos entraves à negociação e vai ter reajuste de 20% passando de R$ 390 para em torno de R$ 500. As empresas de ônibus tinham oferecido apenas a reposição da inflação.

A data-base da categoria venceu na última sexta-feira, 26 de fevereiro.

Com os novos valores, a prefeitura de Curitiba deve definir o valor da tarifa técnica paga às empresas municipais que operam linhas na capital.

Os empresários alegam déficit na tarifa técnica que hoje está em R$ 3,27.

A tarifa técnica é o valor que as empresas recebem por passageiro registrado nas catracas

Adamo Bazani,  jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta