Greve de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana é descartada para este sábado

Ônibus em Curitiba e região vão circular normalmente.

Empresas de ônibus pagaram os salários, depois de adiantamento da Urbs, no caso das operadoras de linha da capital. Metropolitanas já tinha feito depósitos

ADAMO BAZANI

A greve de motoristas e cobradores de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana, marcada para este sábado, 6 de fevereiro de 2016, pelo sindicato da categoria, foi descartada.

Por volta das 18h desta sexta-feira, todos os funcionários das companhias de ônibus da capital e dos municípios vizinhos receberam os salários.

O pagamento ocorreu depois de um acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho do Paraná e a Urbs – Urbanização de Curitiba S.A, no caso das empresas urbanas, ou seja, as que atuam na capital paranaense.

A Urbs repassou aos consórcios Pioneiro, Pontual e Transbus R$ 3 milhões 984 mil 600 para manter os pagamentos.

Deste valor, R$ 2 milhões foram antecipados do que as empresas devem receber quando a nova tarifa-técnica for  estipulada. O restante vai ser descontado dos repasses previstos a partir do dia 22 de fevereiro.

As companhias de ônibus alegam defasagem na tarifa técnica, hoje em R$ 3,27, que correspondem ao que recebem por passageiro transportado. A tarifa paga pelo usuário é de R$ 3,30. Não há subsídios. As empresas dizem que para que os custos sejam cobertos integralmente a tarifa técnica deveria ser de R$ 4,02.

A situação das empresas que operam as linhas metropolitanas que ligam a capital às cidades vizinhas ou fazem trajetos entre estes municípios começou a ficar mais tranquila após a racionalização de linhas pela Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, órgão do Governo do Estado do Paraná, que teve início no segundo semestre de 2015. O governo também paga subsídio mensal na ordem de R$ 3,8 milhões ao sistema metropolitano e a tarifa técnica na região metropolitana de Curitiba é de R$ 4,30.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Greve de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana é descartada para este sábado

  1. OS MOTORISTA E COBRADORES NÃO DEVERIAM ENTRAR EM GREVE, SIM TRABALHAREM, DEIXANDO OS PASSAGEIROS ENTRAREM SEM PAR A PASSAGEM, QUERIA VER SE DOESSE NO BOLSO DOS EMPRESÁRIOS SE IRIAM ATRASAR PAGAMENTOS DOS PAIS DE FAMÍLIA QUE SAEM RALAR TODO DIA,

Deixe uma resposta