Sindimoc diz que nem todas as empresas de ônibus de Curitiba pagaram 60% do valor do adiantamento conforme prometeram

onibus

Ônibus em Curitiba. Sistema urbano em crise. Impasses continuam.

Já Setransp informa que as empresas pagaram o percentual na média e que vão continuar com os esforços para quitar o restante dos débitos com os trabalhadores

ADAMO BAZANI

O Sindimoc – Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana acusa as empresas de não pagarem nesta quarta-feira, 20 de janeiro de 2016, pelo menos 60% do valor do adiantamento salarial prometido aos operadores de ônibus em audiência no TRT – Tribunal Regional do Trabalho do Paraná que ocorreu na terça-feira.

Já as empresas de ônibus pelo Setransp, que representa as viações, dizem que as companhias “do sistema urbano pagaram, na média, 60% do vale nesta quarta-feira (20) e continuarão com todos os esforços para quitar o restante o quanto antes.”

Greves, atraso na renovação da frota e não pagamentos em dia de salários de motoristas, cobradores, fiscais e demais profissionais do setor de transportes têm sido uma constante no sistema que é considerado modelo de mobilidade urbana.

O pior quadro é em relação às empresas que operam o sistema urbano, ou seja, as linhas municipais de Curitiba. As companhias de ônibus alegam defasagem na tarifa técnica, hoje em R$ 3,27, que correspondem ao que recebem por passageiro transportado. A tarifa paga pelo usuário é de R$ 3,30. Não há subsídios. As empresas dizem que para que os custos sejam cobertos integralmente a tarifa técnica deveria ser de R$ 4,02.

A situação das empresas que operam as linhas metropolitanas que ligam a capital às cidades vizinhas ou fazem trajetos entre estes municípios começou a ficar mais tranquila após a racionalização de linhas pela Comec – Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, órgão do Governo do Estado do Paraná, que teve início no segundo semestre de 2015. O governo também paga subsídio mensal na ordem de R$ 3,8 milhões ao sistema metropolitano e a tarifa técnica na região metropolitana de Curitiba é de R$ 4,30.

Na audiência de conciliação de terça-feira, as empresas de ônibus se comprometeram a pagar nesta quarta, 60% do adiantamento salarial previsto em convenção trabalhista e o restante em parcelas iguais na quinta-feira, dia 21, e na sexta-feira, 22.

A proposta não foi aceita pelos trabalhadores. Como não houve consenso, a Urbs – Urbanização de Curitiba S.A., gerenciadora das linhas municipais, não realizou um adiantamento de R$ 1,7 milhão para as empresas de ônibus.

Apesar de não ter concordado com a proposta dos empresários, o sindicato dos trabalhadores se comprometeu a não realizar greve pelo menos até o dia 5 de fevereiro, quando deveria ser depositado o restante dos salários.

Vale lembrar que o adiantamento salarial, chamado pelos trabalhadores de Vale, é previsto em convenção trabalhista. O vale consiste no adiantamento de 40% dos salários, sempre no dia 20 de cada mês, os outros 60% são pagos até o quinto dia útil do mês seguinte.

O Sindimoc prometeu também entrar na justiça pedindo o sequestro dos bens e da arrecadação das empresas que operam em Curitiba que não pagarem os salários. Além disso, a entidade diz que não deve abrir mão das multas estipulados em audiências trabalhistas por atraso de salário. As multas, de acordo com o sindicato, são de R$ 60, por dia de atraso, em dezembro, para cada trabalhador, e de R$ 30 referentes a janeiro.

DEZEMBRO

Atraso na 2ª parcela do 13º salário: R$ 60,00, por trabalhador, por dia de atraso

Atraso no vale salarial pago no dia 20: R$ 60,00, por trabalhador, por dia de atraso

JANEIRO

Atraso no salário pago no 5º dia útil: R$ 30,00, por trabalhador, por dia de atraso

Atraso no vale salarial pago no dia 20: R$ 30,00, por trabalhador, por dia de atraso

EMPRESAS QUE PAGARAM OS 60% RELATIVOS AO ADIANTAMENTO DOS SALÁRIOS NESTA QUARTA-FEIRA:

São José Matriz
Expresso Azul
Leblon
Nobel
Glória – valor de R$ 179,00
Castelo Branco
Cidade Sorriso
Colombo
Viação do Sul
Graciosa
Piraquara
Tindiquera
Marechal Matriz valor de R$ 179,00
Marechal Filial valor de R$ 179,00
Marumbi
São Braz

EMPRESAS QUE NÃO PAGARAM 60% DO VALOR DO ADIANTEMENTO, SEGUNDO SINDIMOC:

São José Filial

CCD

Tamandaré Matriz

Tamandaré Filial

Campo Largo

Expresso Azul Matriz

Mercês

Reunidas

Transtupi

Redentor

Santo Antonio Matriz

Santo Antonio Filial

Araucaria Filial

Araucaria Matriz

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: