Greve de ônibus em Campinas afeta rotina de passageiros dos distritos Ouro Verde e São Geraldo

Ônibus da VB Transportes. Empresa tem atrasado pagamentos de funcionários constantemente, segundo sindicato dos trabalhadores.

Motoristas e cobradores de ônibus reclamam do não pagamento de salários

ADAMO BAZANI

Pelo terceiro dia, uma greve parcial de motoristas e cobradores de ônibus altera a rotina de quem depende de transporte coletivo em Campinas, no interior de São Paulo.

Estão afetadas as regiões de operação do ônibus verdes, que compreendem os distritos de Barão Geraldo e São Martin e dos veículos de cor azul, que atende a região do Ouro Verde.

Ao todo, são cerca de 1500 trabalhadores parados nas garagens, a maior parte da VB Transportes.

Eles reclamam não pagamento dos salários referentes a dezembro. As empresas depositam R$ 500 para cada funcionário e pagariam o restante em três vezes até sexta feira desta semana,  mas os trabalhadores não aceitaram a proposta.

A Emdec, Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas, diz que preparou um esquema de remanejamento de ônibus e linhas para minimizar os problemas, no entanto, as dificuldades dos passageiros ainda são grandes.

No ano passado, funcionários VB já paralisaram as atividades por diversas vezes pelo não pagamento de salários e benefícios.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 comentário em Greve de ônibus em Campinas afeta rotina de passageiros dos distritos Ouro Verde e São Geraldo

  1. enoque ribeiro campos // 12 de Janeiro de 2016 às 17:32 // Responder

    rebeceber em tres vezes e uma piada,vc trabakha extressado 30 dias, e depois recebe parcelado o inss,convenio,etc eles nao desconta parcelado.e quem oaga aluguel,luz agua essas empresas nao rebem parcelado e atrasados cobram juros absurdos e ai q me dizem..

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: