Rio de Janeiro define Cartão de Transporte Público para Olimpíadas

Ônibus no Rio de Janeiro. Transportes públicos serão prioridade em Jogos Olímpicos

Cidade também terá 260 quilômetros de faixas prioritárias com uso por veículos oficiais e parte pelo transporte coletivo

ADAMO BAZANI

A cidade do Rio de Janeiro, que vai sediar as Olimpíadas de 2016, definiu os valores do Cartão Olímpico. O bilhete será utilizado tanto nos ônibus, no metrô, nos trens da SuperVia e também nas barcas.

O cartão será destinado a voluntários, funcionários terceirizados e ao público em geral. Todos só poderão ter acesso aos locais de competição por transporte coletivo. Serão impressos 5,5 milhões cartões que vão ser divididos por quatro regiões dos jogos: Barra (52%); Maracanã (29%); Deodoro (12%) e Copacabana (7%).

Uma vez pagos os valores, não há limites de embarques dentro do período de validade:

– R$ 25,00 – um dia

– R$ 70,00 – três dias

– R$ 160 – sete dias.

Os cartões serão aceitos nos transportes do município do Rio de Janeiro, nas estações da SuperVia fora da cidade e na estação das Barcas na Praça Araribóia, em Niterói.

FAIXAS PREFERENCIAIS E EXCLUSIVAS:

Especialmente para as Olimpíadas, que ocorre entre os dias 5 e 28 de agosto, a cidade do Rio de Janeiro terá em torno de 260 quilômetros de faixas pintadas de verde que darão prioridade ao tráfego dos atletas, veículos credenciados, carros oficiais, de forças de segurança, de emergência e também para o transporte público com destino aos locais de competição, sendo que deste total a divisão será a seguinte:

– 164 quilômetros serão somente os veículos olímpicos, incluindo ônibus fretados para os atletas e comissões.

– 60 quilômetros: entre os veículos credenciados e ônibus e táxis.

– 36 quilômetros serão de faixas compartilhadas entre veículos oficiais, táxis, ônibus e carros de passeio.

BRT, VLT e Metrô:

O BRT – Bus Rapid Transit será um dos principais meios de transporte para as Olimpíadas do Rio de Janeiro 2016.

De acordo com nota da prefeitura, além do Transcarioca e do Transoeste, que já estão funcionando, até o início das Olimpíadas devem estar em operação o trecho entre Alvorada e Jardim Oceânico do BRT Transolímpica e o trecho do BRT Transbrasil entre o Fundão e centro do Rio de Janeiro. Também está prevista a conclusão da extensão do metrô até a Barra da Tijuca e o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, cujo primeiro trecho vai ligar a rodoviária ao aeroporto Santos Dummont e terá nove veículos operando com 17 pontos de paradas e previsão de entrega até maio. O segundo trecho deve estar concluído em agosto que vai ligar a Central do Brasil até a Praça 15 de Novembro.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: