Marcopolo deve fornecer veículos para o Aeromóvel de Canoas

Projeção de como deve ser o aeromóvel da Marcopolo. Foto: Marcopolo/Coester / Divulgação

Empresa vai produzir carrocerias e desenvolver o design. Sistema deve ter três linhas

ADAMO BAZANI

Com informações Zero Hora

A encarroçadora de ônibus Marcopolo assinou nesta segunda-feira, dia 30 de novembro de 2015, contrato de fornecimento para o Aeromóvel de Canoas, no Rio Grande do Sul.

A empresa, localizada em Caixas do Sul, deve elaborar o design e ser responsável pela fabricação e montagem de seis carrocerias para os estrados da Aeromóvel Brasil e pela produção de seis veículos para o projeto da linha Guajuviras-Canoas.

A capacidade de cada veículo deve ser em torno de 300 passageiros.

O Aeromóvel de Canoas está na fase de implantação da primeira etapa da linha 1, que deve ter 4.66 quilômetros e sete estações.

Ao todo, o sistema de Aeromóvel de Canoas, deve ter 15 veículos que vão percorrer 14 quilômetros e 25 estações em três linhas.

A primeira linha deve estar em funcionamento em 2016.

No Rio Grande do Sul, existe em operação o aeromóvel entre o Aeroporto Salgado Filho e a estação da Trensurb.

As linhas do aeromóvel de Canoas devem ser as seguintes:

Linha 1: entre a Estação Mathias Velho da Trensurb e a Avenida 17 de Abril, no bairro Guajuviras, com seis quilômetros.

Linha 2:  entre Estação Mathias Velho da Trensurb e final da Rua Rio Grande do Sul, no mesmo bairro, com 4,8 quilômetros.

Linha 3: entre o entroncamento das avenidas Farroupilha e Boqueirão, no bairro Igara, à Praça do Avião, no Centro, num total de 3 quilômetros .

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

9 comentários em Marcopolo deve fornecer veículos para o Aeromóvel de Canoas

  1. Nossa! Imaginava que só servisse para pequenas distâncias e poucos passageiros.
    O sistema a ar comprimido deveria ser lento nas saídas e paradas (infelizmente nunca usei o de Porto Alegre), limitando o uso para várias estações próximas umas das outras.

  2. Se passaram mais de 35 anos desde as primeiras tratativas entre o criador do Aéromovel EngºOscar Coester e o Engº José Antonio Martins (Marcopolo) para que a Marcopolo fornecesse a carroceria para o veículo.
    Vai acontecer agora, legal!
    Participei do primeiro prototipo construido, fazem 35 anos.

    • Claudio,
      Então o sistema permite operação como metrô e não apenas como people mover?!
      Entendi que as linhas de Canoas têm características metroviárias.

  3. olha a marcopolo caminhando pra ser uma cobrasma ao inverso a cobrasma fazia trens e se aventurou nos onibus com um breve sucesso do CX201 depois definhou espero que a marcopolo não siga a mesma sina…..

  4. Que bacana,1×0 pra ela versus a Mercedes que só pensa em diesel.

  5. Olha, pessoal, este país não é das ferrovias, e sim do diesel e da borracha. Para acabar com o sonho do Professor Coester, basta apenas assinar contrato para que a Good-Year fabrique os trilhos e as rodas de ferro.

    Xandi.

  6. “vão percorrer 14 quilômetros e 25 estações em três linhas”. Está correto? Apenas 14 Km? Ou essa é a distância enter cada estação??

  7. 700 mts de uma estação para outro nao tem espaço pra aumentar a velocidade e se andar a 50 por hora é muito kkkk

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: