Motoristas de ônibus fretados podem entrar de graça em atrações culturais de São Paulo

Publicado em: 22 de novembro de 2015

ônibus

Ônibus de fretamento. Parceria permite até dezembro que motoristas de fretados tenham acesso a espetáculos e exposições

A Fresp (Federação das Empresas de Transportes de Passageiros por Fretamento do Estado de São Paulo) participa do projeto ‘São Paulo: Pode entrar que a casa é sua’, desenvolvido pela Prefeitura de São Paulo. A ação visa estimular o turismo na cidade e vai abrir as portas dos principais museus e atrativos culturais aos motoristas das empresas de ônibus por fretamento associadas.

A ideia, de acordo com a diretora executiva da Fresp, Regina Rocha, é transformar esses profissionais em agentes de promoção e transmissão de informações de qualidade sobre a oferta cultural paulistana. “Os motoristas serão os disseminadores das atrações turísticas de São Paulo. Eles também poderão orientar e até sugerir passeios aos turistas”, informa.

A entrada não tem custo para os motoristas que apresentarem a carteira de trabalho com o registro da empresa e um documento com foto. O trabalhador também poderá levar até quatro familiares, que entrarão gratuitamente. A iniciativa vai até dezembro de 2016.

Os locais que não terão cobrança na entrada desses profissionais são: Museu da Imagem e do Som, Museu Afro Brasil, Pinacoteca do Estado, Memorial da Resistência, Museu Catavento, Museu do Futebol, Museu da Língua Portuguesa, Museu de Arte Sacra, Museu de Arte Moderna (MAM), Museu da Imigração e Instituto Butantan. Já são gratuitos: Museu da Casa Brasileira, Paço das Artes, Memorial da Resistência, Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Capela do Morumbi, Casa da Imagem, MAC – Museu de Arte Contemporânea, Casa do Tatuapé, Casa Modernista, Sítio da Ressaca, Sítio Morrinhos e Solar da Marquesa de Santos.

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta