Dono da Suzantur está à frente da Expresso Guarará, mas compra é negada por enquanto

Ônibus da Expresso Guarará, que conta com “assessoria” da Suzantur.

Uma das maiores empresas de Santo André passa por dificuldades financeiras desde a morte do fundador, Sebastião Passarelli

ADAMO BAZANI

A prefeitura de Santo André informou que um dos donos da Suzantur, Claudinei Brogliato, que opera com exclusividade todo o transporte municipal em Mauá devido à intervenção do prefeito mauaense Donisete Braga, agora está à frente da Expresso Guarará.

A Expresso Guarará é uma das maiores empresas de Santo André e opera o sistema de Vila Luzita, com linhas troncais do terminal deste bairro até o centro da cidade e linhas alimentadoras de bairros vizinhos até o terminal de Vila Luzita.

Também está envolvida a Viação São José de Transportes, que opera linhas intermunicipais entre Santo André e São Caetano do Sul.

No entanto, não se trata de uma compra, pelo menos até o momento, de acordo com informações oficiais.

O dono da Suzantur estaria fazendo uma espécie de consultoria para determinar os rumos das empresas Guarará e São José que passam por dificuldades financeiras desde a morte do fundador no ano passado, Sebastião Passarelli.

Na semana passada, houve a apreensão de ao menos 10 ônibus, que já foram liberados.

Claudinei Brigliato, da Suzantur, teve como sócio o empresário Ângelo Roque Garcia, irmão de José Garcia Netto, dono do Caruana Financeira, que esteve envolvido na polêmica mudança dos transportes em Mauá que voltaram ao monopólio depois de operar com grupos diferentes entre 2010 e 2013, quando Viação Cidade de Mauá, de Baltazar José de Sousa, e Leblon, de Haroldo Isaak, prestavam serviços em dois lotes.

A instituição Caruana financia ônibus para empresas de todo do País, incluindo algumas no ABC. A Suzantur ocupa em Mauá uma garagem de propriedade de Baltazar.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

8 comentários em Dono da Suzantur está à frente da Expresso Guarará, mas compra é negada por enquanto

  1. Antonio Idevano dos Santos // 11 de novembro de 2015 às 10:47 // Responder

    Quanto ao serviço prestado pela Suzantur em Maua, eu gostaria de saber se melhorou ou não em relação à Leblon ? Muito se falou sobre a troca e pouco sobre o que realmente interessa que é a satisfação do usuário.

    • Te respondo essa fácil. NÃO. NÃO MELHOROU.
      Os ônibus são até novos, mas a Suzantur tirou os articulados e ainda fico eternamente esperando no ponto. Demora muito

  2. O que??? Antônio, lixo é pouco para denominar a Suzantur. Satisfação do usuário? Zero!, Insatisfeito

  3. Nossa, defender a Suzantur é defender máfia e um mau serviço.

    • Antonio Idevano dos Santos // 11 de novembro de 2015 às 17:58 // Responder

      Não estou defendendo esta empresa, não moro na região, não sou usuário dos serviços dela, apenas gostaria de saber o que de fato ocorre, obrigado a todos que se prontificaram a me responder, e mais uma vez esclarecer ao Celso Z, não sou defensor de empresário de ônibus. Forte abraço.

  4. Não moro na região,portanto não sei o sobre o serviço prestado, mas o Adamo insiste em todas as matérias frizar o Banco Caruana,do irmão do ex sócio, sendo que o mesmo financia ônibus para várias empresas, sobre a garagem ser do Baltazar, normal ,já que o mesmo sempre teve empresas lá e portanto tem terrenos lá, que bom , que a Suzantur cresça, mude um pouco os grupos do ABC, se fosse o SEtti e Braga , a reportagem estaria elogiando,

    • Não necessariamente.Se os personagens que você citou são colocados na matéria é para contextualização dos fatos, havendo a relação entre os mesmos.
      Sobre o grupo Setti Braga ou outros grupos, sempre que há questões, sejam positivas ou negativas, são citados sim.
      Não sabemos o motivo de sua posição em prol da financeira ou da empresa em Mauá, mas não podemos ocultar os fatos.
      Grato

      • Nada em prol a empresa ,muito menos a financeira, qual aliás ,a Suzantur ja faz uns 4 anos que a suzantur não tem como sócio mais o irmão do proprietário do Caruana, só uma “contextualização dos fatos” , que fica repetitivo nesse assunto, não combinando com a qualidade das reportagens do blog.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: